Comentários
Mylla Santos Mylla Santos Author
Title: [LIVROS] RESENHA - A TORRE (THE CHECQUY FILES #1)
Author: Mylla Santos
Rating 5 of 5 Des:
Misterioso e hilariante, “A Torre” é uma fantasia que promete fisgar os fãs de fantasia do princípio ao fim. Muito suspense, cert...



Misterioso e hilariante, “A Torre” é uma fantasia que promete fisgar os fãs de fantasia do princípio ao fim.
Muito suspense, certa dose de humor, uma heroína capaz de deixar Katniss Everdeen, de Jogos Vorazes, no mínimo intimidada e uma carta encontrada no bolso que começa assim:

"Querida Você,
O corpo que está usando costumava ser meu."

Encharcada pela tempestade que cai sobre o parque, ela ainda não sabe por que está cercada de cadáveres. Muito menos por que todos usam luvas de látex. Sem escolha, ela decide seguir as orientações deixadas nessa carta e encontra outras duas. Uma carta leva a outra e mais outra, e assim ela descobre seu nome: Myfanwy Thomas. E ainda que é uma Torre - uma agente secreta de alto escalão que trabalha para uma organização do Império Britânico responsável por combater eventos sobrenaturais.

Mas há um traidor nessa organização. Um traidor que a quer ver morta. E que logo perceberá que Myfanwy ainda está viva. E sem memória.

Enquanto luta para salvar sua vida, Myfanwy conhece pessoas misteriosas: um homem com quatro corpos, uma aristocrata que pode entrar em seus sonhos, crianças que se transformam em guerreiros mortais e uma conspiração que vai muito além do que poderia imaginar.

Com uma protagonista feminina forte e apaixonante, A Torre é um livro que vai envolver os leitores de fantasia em uma narrativa cativante e, ao mesmo tempo, diferente de tudo o que já foi publicado no gênero.


O que você faria se abrisse seus olhos e estivesse na chuva, com seus lábios sangrando, os dois olhos bem inchados e roxos, sem a mínima ideia de quem era, porque estava ali e com  uma carta endereçada a você? 

Foi assim que Myfanwy Thomas estava quando abriu seus olhos. 

A nova Myfanwy tinha duas opções:

Opção 1 – Ter uma nova vida longe dali, com uma nova identidade, muito dinheiro e sem perigos;

Opção 2 – Levar a vida da antiga Myfanwy, assumir seu lugar sem ninguém perceber, tentar descobrir quem está querendo matá-la e enfrentar.

Então qual opção você escolheria? Acho que é fácil saber qual opção ela escolheu. Acho que seria interessante ter outro livro mostrando o que aconteceria se ela fizesse outra escolha, o que teria acontecido? (muito curiosa)

A primeira coisa que me chamou atenção no livro foi a capa, fiquei curiosa por causa dos brasões e por causa do nome também, a segunda coisa foi a sinopse assim que li a frase: 

Querida você,O corpo que está usando costumava ser meu.

Não tive duvidas que precisava ler esse livro, essa frase despertou minha curiosidade pra história, comecei a imaginar o que teria acontecido. 

Lendo o livro percebi que nossa protagonista Myfanwy perdeu a memória, não se lembra de absolutamente nada, inclusive nem do seu nome. 

“Tudo o que me faz ser quem eu sou. Minhas memórias. Minha personalidade. Minha alma. Perdidas para sempre. Obliteradas. Isso é pior do que morrer.”

Mas ela estava preparada tinha sido avisada que isso aconteceria, então escreveu várias cartas para si mesma, contando quem era, onde trabalhava, quem eram as pessoas que conviviam com ela no trabalho, além de algumas outras coisas. 

E essas cartas são ótimas, porque é através delas que conhecemos esse novo universo criado por Daniel O’Malley e vamos descobrindo junto com a personagem, tentando montar o quebra-cabeça que a vida dela se tornou. Podemos observar que há uma grande mudança na personalidade de Myfanwy, através das cartas descobrimos que ela era: tímida, medrosa (mesmo tendo um ótimo poder), sem amigos ou vida social, mas muito eficiente com os números. A nova Myfanwy é: falante, corajosa, sarcástica, irônica, gosta de exercitar o poder que tem e continua eficiente (nem tudo foi esquecido).

Na história encontramos pessoas com poderes únicos e especiais, o que me lembrou x-men, tem até uma escola para eles. A organização em que Myfanwy trabalha tem cargos de acordo com o xadrez: peões, bispos, cavalos, torres. Com exceção do Rei e Rainha, como sua sede é na Inglaterra, a verdadeira rainha poderia não gostar desses cargos, então é usado o nome Lorde e Lady. 

O livro possui uma escrita rápida, que flui muito bem, com bons personagens, uma história que te prende. Não achei nenhuma parte chata, mas às vezes as cartas quebravam o ritmo da história o que é compreensível, pois precisavam ser explicados alguns detalhes. Acho que um ponto negativo seria ter deixado algumas coisas pro final e acontecer uma atrás da outra, de uma forma rápida demais. O autor conseguiu reunir o gênero fantasia e policial de uma forma muito boa e divertida. Esse é um primeiro volume, o segundo já foi lançado, porém ainda não foi traduzido para o português, mas vamos ficar na torcida.


Titulo: A Torre (The Checquy files #1)
Autor: Daniel O'Malley
Editora: LeYa
Páginas: 432
Ano: 2016
Onde Comprar: Amazon


Reações:

Sobre o Autor

 
Top