Comentários
Camila Rheinheimer Camila Rheinheimer Author
Title: [PRIMEIRAS IMPRESSÕES] THE EXORCIST
Author: Camila Rheinheimer
Rating 5 of 5 Des:
Chapter One: And Let My Cry Come Unto Thee   Olha o carinha de Sense8 ! É o Poncho ?... Se não foi assim com você, certeza que foi ...

Chapter One: And Let My Cry Come Unto Thee 

Olha o carinha de Sense8! É o Poncho?... Se não foi assim com você, certeza que foi com o colega ao lado. Após os primeiros segundos de reconhecimentos e constatações banais, adentramos sem demora nesse universo da mais nova releitura do livro de William Peter Blatty (1971), que também serviu como base para a obra do Clássico cinematográfico de 1973.

Deu pra sentir que a proposta não é de enrolar não, pois te surpreende nos últimos instantes com uma resposta que poderia ter sido arrastada BEM lá na frente.

Temos representações de cenas clássicas obviamente, o que é bacana, mesmo caindo no clichê. É aquela coisa: põem, tem quem reclama. Não põem, tem quem reclama. Representaram a cena do pescoço girando 360º, só que nesse caso, com uma “pequena” diferença. Foi realista. O exorcizado morreu ao final do giro...

A proposta conseguiu nos dar uma boa apresentação do todo, a visão que temos no momento, é a de um Padre com a seguinte dúvida (Tomas Ortega - Alfonso Herrera): sua vocação é real? Nunca teve a tal conversa com Deus que todos deveriam em teoria ter. Temos também, outro Padre (Marcus Keane - Ben Daniels), aparentemente com medo do passado, presente e futuro. Além disso, carrega uma dor, um medo constante e uma enorme decepção. Ambos são conectados através de um sonho – momento MUITO Sense8 (desculpem essa associação inevitável) – um tanto realista que Tomas passa a ter com frequência, esse sonho apresenta cenas do passado envolvendo trabalhos de exorcismo praticados por Marcus. 

Na sequência, Tomas tem aquele momento investigação no Google: St. Aquinas Illinois + Father Marcus – ele sabe tudo, tudo foi revelado nos sonhos – paradeiro revelado ele se vai ao encontro. 

Preciso salientar uma grande cena que precede esse encontro de ambos, o personagem de um Padre, não apresentado até então, chama Tomas, fazendo-o se aproximar. Esse padre está sentado em um banco, usando óculos escuros – entende-se cego – está em uma direção oposta e bem distante de Tomas quando faz isso. Tomas visivelmente sente o mesmo incômodo que nós com a situação. Dito tudo isso, quero deixar aqui uma das frases ditas por esse Padre: "... Posso lhe dizer o nome de cada Padre, daqui a Massac County...".

O tal encontro entre Tomas e Marcus não ocorreu bem como o esperado para um primeiro episódio, sendo ambos o centro da trama. E qual é o centro da trama mesmo? Eu não falei, mas recapitulando o que sabemos de décadas atrás e o que já ficou evidente nesses primeiros 40 e poucos minutos, é uma família que tem seu sossego afetado por um demônio, mas será mesmo que ele se fixará apenas em um dos membros dessa família? A desconfiança da matriarca da família está em apenas uma das filhas, MAS... Esse é um detalhe bastante interessante que foi tentado trabalhar, desviaram da obviedade de a garota trancada no quarto, deprimida e gótica ser a possuída e etc e tal... Porém, segue o sentimento por aqui, a sensação ruim ronda a casa e todos que nela habitam.

Mas, isso eu sei que será respondido até o fim do 13º episódio.

Todo mundo mantendo cheio o frasco de água benta, por favor!


PROMO DO PRÓXIMO EPISÓDIO:

Reações:

Sobre o Autor

 
Top