Comentários
Ayla Aguiar Ayla Aguiar Author
Title: [LIVROS] RESENHA – A IRMÃ DA SOMBRA (A HISTORIA DE ESTRELA – AS SETE IRMÃS)
Author: Ayla Aguiar
Rating 5 of 5 Des:
Estrela D’Aplièse está numa encruzilhada após a repentina morte de seu pai, o misterioso bilionário Pa Salt. Antes de morrer, ele d...

Estrela D’Aplièse está numa encruzilhada após a repentina morte de seu pai, o misterioso bilionário Pa Salt. Antes de morrer, ele deixou a cada uma das suas seis filhas adotivas uma pista sobre suas origens, porém a jovem hesita em abrir mão da segurança de sua vida atual.
Enigmática e introspectiva, ela sempre se apoiou na irmã Ceci, seguindo-a aonde quer que ela fosse. Agora, as duas se estabelecem em Londres, mas, para Estrela, a nova residência não oferece o contato com a natureza nem a tranquilidade da casa de sua infância. Insatisfeita, ela acaba cedendo à curiosidade e decide ir atrás da pista sobre seu nascimento.
Nessa busca, uma livraria de obras raras se torna a porta de entrada para o mundo da literatura e sua conexão com Flora MacNichol, uma jovem inglesa que, cem anos antes, morou na bucólica região de Lake District e teve como grande inspiração a escritora Beatrix Potter.
Cada vez mais encantada com a historia de Flora, Estrela se identifica com a aquela jornada de autoconhecimento e, pela primeira vez está disposta a sair da sombra da irmã superprotetora e descobrir o amor. 



“O carvalho e o cipreste não crescem à sombra um do outro.”

Esse foi aquele tipo de livro que assim que você bate o olho, parece que ele te chama, falando “Me escolhe, me escolhe.” E você não se arrepende em nada da tê-lo escolhido, pela beleza da história, da construção dos personagens, e de toda a obra. O jeito que a autora escreveu a história me encantou de um jeito!

Então, nesse terceiro livro, numa série que, eu acho, vai ser de sete livros, somos apresentados à Estrela, e temos vislumbres da personalidade da Ceci, irmã da Estrela. Assumo que não gostei da Ceci logo de cara, e olha que a história dela me interessa. Não se foi por que a gente viu tudo pelos olhos da Estrela, e a necessidade da Ceci de estar sempre junto, me sufocou também. E olha que tem até uma certa explicação astrológica, pois a autora da série está escrevendo os livros se baseando nas 7 plêiades e no conjunto de estrelas formado no céu, a correspondente da Estrela no céu fica um pouco escondida atrás da estrela que corresponde a Ceci.   

E esse é um dos pontos chaves do livro: mostrar que, por mais que a Estrela tenha crescido sendo um pouco obscurecida pela irmã, e como sempre a Estrela foi calada, se dedicando muito as paixões como a botânica e leitura, ela se deixava levar pela intensidade da Ceci. Então, a história desse livro veio mostrar como a Estrela conseguiu se libertar disso tudo, e abrir o próprio caminho, ao descobrir a própria história através da livraria, e dos diários da Flora MacNichol, a Londres no começo do século XX, e de vários personagens  maravilhosos.

A partir dessa procura dela pelo passado, nos é apresentada a livraria, e a família do Orlando: o Mouse, Rory (não a de GG, mas um menino de 5 anos que é a coisa mais fofa e maravilhosa) e Marguerite, já que a Estrela é convidada a passar um fim de semana na casa em Lake District, onde a Flora morou décadas antes. A partir daí ficamos mais íntimos da família e da Estrela.

A personagem com quem mais me identifiquei, óbvio, foi a Estrela. Ela tem muito de mim: reservada, ama ler, e, de alguma forma, viveu nas sombras até começar a se libertar através da família do Orlando, pois é o local onde ela se sente plena e mostra seu verdadeiro eu. Ao passo que ela conhece mais a fundo essa família tão diferente, e porque não, meio disfuncional, doida e alegre, com exceção do Mouse, que se mostra bem carrancudo e chato no começo, não sem motivos, ela recebe a primeira parte da história da Flora. Assim que ela embarca na leitura, somos colocados na Londres de 1900, e como amei ver um vislumbre dessa época.

Assim, começa o desenvolver de fato da personalidade da Estrela, enquanto ela vai descobrindo mais da Flora, de si mesma e da família do Orlando. Ela vai se libertando da sombra da irmã, e desabrochando lindamente, ainda que num processo lento. Assim como todos à volta dela também começam a mudar, a se tornarem melhor, a descobrirem a si mesmos. Como disse, o Mouse e o Orlando mais pra frente, a Estrela também mudou drasticamente a família.  

Falando na Flora, eita história que tem reviravolta viu. A pobre sofreu pouco, credo. Toda hora eu queria abraçar, cuidar, amar, fazer qualquer coisa pra ela não sofrer tudo o que sofreu. E o parentesco dela com algumas pessoas de grande escalão da nobreza inglesa e a história da ligação dela com a Estrela são de cair o queixo. Eu achei muito pertinente e, para mim, a Estrela tem ligações com a nobreza sim, mesmo que não seja de sangue. E detalhe: ela tem parentesco de sangue com toda a Marguerite, e com o Rory. Mesmo que seja tipo prima de, sei lá, terceiro grau.

Agora, sobre o Mouse e a Flora: o quanto esses dois cresceram, mudaram e melhoraram. Foi tão lindo o desenvolvimento deles durante a história e o final foi apenas amorzinho demais. Enfim, o desenvolvimento deles, de como ela finalmente se libertou e conseguiu brilhar por conta própria, achar o amor, e ainda achar a mãe e finalmente conhecê-la, ter uma ligação, foi tudo maravilhoso.

Finalizando: eu amei o livro, a construção da história, os personagens, e etc. E ficou uma dúvida: se a história for 7 livros, quem é a sétima irmã? E quem é de verdade o Pa Salt? Bom, para isso eu só acho que vou ter que falir ao comprar os livros pra ler, certo?

Título:  A irmã da Sombra                                          Autor: Lucinda Riley
Editora: Arqueiro
Páginas: 512
Ano: 2016
Onde Comprar: Amazon 


Reações:

Sobre o Autor

 
Top