Comentários
Jéssica Ohara Jéssica Ohara Author
Title: [LIVROS] RESENHA - MEIA-NOITE E VINTE
Author: Jéssica Ohara
Rating 5 of 5 Des:
Em meio a uma onda de calor devastadora e a uma greve de ônibus que paralisa a cidade, três amigos se reencontram em Porto Alegre. No f...
Em meio a uma onda de calor devastadora e a uma greve de ônibus que paralisa a cidade, três amigos se reencontram em Porto Alegre. No final dos anos 1990, eles haviam incendiado a internet com o Orangotango, um fanzine digital que se tornou cultuado em todo o Brasil. Agora, quase duas décadas depois, a morte do quarto integrante do grupo vai reaproximar Aurora, cientista e pesquisadora vivendo uma pequena guerra acadêmica, Antero, artista de vanguarda convertido em publicitário, e Emiliano, jornalista que tem uma difícil tarefa pela frente. Captando com maestria a geração que cresceu em meio ao início da internet, Galera explora essas vidas acuadas entre promessas não cumpridas e anseios apocalípticos. Nas vozes de Aurora, Antero e Emiliano, Meia-noite e vinte é um retrato marcante de uma juventude que recebeu um mundo despedaçado e para quem o futuro pode não significar mais nada.




" O nosso mundo, eu começava a suspeitar, não estava acabando nem avançando. Estava em estase. Era bem possível que ficasse estagnado, preso na condição de estar morrendo para sempre."

O último livro que li do Daniel Galera, que você pode ver a resenha aqui, seguia uma trama misteriosa entre um realismo fantástico e uma jornada de auto-descoberta, e que, por mais pesado que tenha sido, tinha um ar esperançoso que percorria toda a história. Em Meia Noite e Vinte, o autor se coloca bem distante desse viés, nos colocando na vida de quatro adultos que deixaram além da juventude para trás também um pouco da esperança que eles depositavam no mundo.

A trama começa a partir da morte de um deles, Andrei, o escritor de sucesso, mas reservado, que conseguiu esconder sua vida particular de todos de tal modo que isso se tornou aquela característica excêntrica que faz as pessoas se tornarem fãs. Ele morre de um jeito banal, e eu vejo isso como o grande ponto do qual Galera parte, porque os outros personagens percebem que o homem que um dia os uniu e, que por mais que o tempo tenha passado, ainda é um marco das suas próprias histórias, também podia deixar de existir. O que significa que eventualmente eles também deixarão.

Aurora, Antero e Emiliano, junto com Andrei ganharam fama por terem criado um zine chamado Orangotango, isso nos primórdios da internet. Durou pouco, mas se tornou uma lenda cult em vários círculos até hoje. Na época da criação eles eram jovens, cheios de sonhos, com um ego infladíssimo, devo dizer e, usando um velho jargão, com todo o futuro pela frente. A trama do livro é um pouco sobre o que essas pessoas se tornaram, como alguém pode se desviar tanto da rota que ela tinha sonhado ou como mesmo seguindo o caminho planejado, ainda assim não se sente completo.

Há sim uma sensação de desesperança na leitura, na verdade mais do que isso, de frustração ao perceber a ilusão de que realmente controlamos nossas vidas e destinos. E ao mesmo tempo, um certo alívio por não sermos tão completamente responsáveis pelo o que dá errado. Particularmente, me senti bem apegada a Aurora, ela, uma bióloga, tem um verdadeiro amor pelo o que faz, sendo o seu ambiente mais da academia é possível você se relacionar a sensação de impotência diante das brigas de egos que existem nesse lugar. Houveram pontos na história bem pesados para ela, mas em nenhum deles senti a necessidade de pega-lá no colo para um abraço, há um força que por mais perdida que ela esteja parece transcender da sua personagem.

Galera trabalha nesse livro a estagnação, ou ao meu ver, o momento da vida em que aquele jovem que era uma promessa chegar muito perto desse futuro e para. Como manter os sonhos em um mundo que não para de nos oprimir? Nos cerceando? Como manter viva aquela vontade e disposição nos dias que virão? O final da história, de certo modo nos dá uma resposta para essas questões, mas não completas. Fica o peso da eventualidade e como vivemos em um universo totalmente aleatório. 


AUTOR(A): Daniel Galera
PÁGINAS: 208
EDITORA: Companhia das Letras
LANÇAMENTO: 2016
ONDE COMPRAR: Submarino
Reações:

Sobre o Autor

 
Top