Comentários
Bruno Marcelino Bruno Marcelino Author
Title: [REVIEW] FREQUENCY - S01E04: BLEED OVER
Author: Bruno Marcelino
Rating 5 of 5 Des:
Se uma coisa as séries da CW me ensinaram foi que elas te surpreendem a todo instante, pode te entregar alguns episódios aleatórios (c...

Se uma coisa as séries da CW me ensinaram foi que elas te surpreendem a todo instante, pode te entregar alguns episódios aleatórios (como foi o episódio passado) mas pode te entregar episódios muito bem desenvolvidos, como foi esse. Essa ideia pode pegar as pessoas de surpresa, talvez eles não devessem fazer isso com uma série que está começando agora e sim deixar essa estratégia mais para frente, quando tiver uma audiência fixa e foi isso que não me faz largar as séries da emissora, pois já estou acostumado com esse fato. Por isso que antes de indicar alguma série da CW, eu falo com meus amigos para terem paciência pois, com certeza, a série vai te entregar um episódio muito bom, como foi esse de Frequency.

Em ‘‘The Near-Far Problem’’, temos um episódio focado em Goff, foi um episódio bem fraco mas que teve seus bons momentos, como a aparição de Gordo se tornar mais frequente, e a única coisa que me incomodou muito foi que foi um episódio todo focado em uma investigação que não deu totalmente em nada e que só prestou para desenvolver os personagens e criarmos mais teorias quem é o Rouxinol e apesar de não ser um episódio totalmente útil temos a conectividade com ‘‘Bleed Over’’. 


Diferente do episódio passado, ‘‘Bleed Over’’ te entrega o melhor episódio da temporada, até aqui, e é isso que eu espero que a série comece a fazer e não que façam episódios que só servem para atrapalhar a Raimy sobre quem é o assassino de sua mãe. Temos um episódio bem feito e bem produzido, que te leva muito mais para quem é o verdadeiro assassino e as investigações que são estão sendo feitas, temos novas informações para criarmos teorias sobre quem é o verdadeiro Rouxinol. 

Nesse quarto episódio temos a presença de Eva, uma criança que foi pega pelo assassino junto com sua mãe e que voltou no futuro e acredito que ela pode se tornar um problema no futuro devido, ao show que ela fez para os policiais e a mídia, eu acho que veremos ela em outros episódios para ajudar na investigação ou atrapalhar. Temos a presença de um novo personagem, talvez seja um interesse amoroso da Raimy – eu espero que não pois eu adoro o Daniel – mas que também pode contribuir para o desenvolvimento do plot do Rouxinol e eu gostei muito dele e espero que volte mais vezes. Temos Frank, que foi bem burro por agir tão prematuramente depois dele descobrir muitas novas pistas sobre o Rouxinol e são essas pequenas coisas que atrapalham a investigação do caso e depois dessa cena final, onde ele queima a caminhonete e faz toda a investigação dos dois cair por terra, me fazendo sentir uma raiva muito grande.


Uma das coisas que muito me chamaram a atenção nesse episódio foi o jeito que colocaram as pistas para a gente, a van passando atrás da mãe de Raimy, o cabelo castanho, a van sendo queimada no final foram jogadas muito boas, eu espero que esse próximo episódio seja tão bom quanto o primeiro. A aproximação de Frank com o pai de Eva foi uma das coisas que eu mais gostei de ver nesse episódio, os dois tiveram uma ligação muito boa até Frank estragar tudo.

Tenho somente um suspeito em mente, não penso que é o pai da Eva, nem Daniel e muito menos o policial novo, talvez eles devam começar a dar mais pistas, fora as que foram dadas nesse episódio, e eu tenho um sentimento que pode ser o policial que quase fez Frank morrer, nunca se sabe, depois dele ter sumido nesses recentes episódios, nunca se sabe.
Reações:

Sobre o Autor

 
Top