Comentários
Ayla Aguiar Ayla Aguiar Author
Title: [REVIEW] ONCE UPON A TIME S06E01 – THE SAVIOR
Author: Ayla Aguiar
Rating 5 of 5 Des:
Olá pessoas! Estamos de volta com a série e com as reviews , e enquanto a vida e a faculdade não resolvem cobrar as partes que lhe de...

Olá pessoas! Estamos de volta com a série e com as reviews, e enquanto a vida e a faculdade não resolvem cobrar as partes que lhe devem, continuamos aqui, escrevendo sobre essa belezinha.

Nessa primeira parte da sexta temporada somos apresentados ao Aladdin, o qual deixou de ser um herói, por algum problema que veremos depois que, de alguma forma a Emma está seguindo pelo mesmo caminho. E que por isso o Jaffar saiu por cima, e resolveu deixar o menino Aladdin sofrendo, já que o nosso pequeno herói iria encontrar seu destino, querendo ou não.

Assim, depois desse pequeno começo, voltamos ao presente. Como todo mundo lembra, o final da quinta temporada teve duas cenas chaves: o Hyde falando que a escuridão não é tão fácil de arrancar ou matar, e a descoberta de que a Evil Queen está viva. A premiere da sexta pega alguns minutos após essas cenas, onde se percebe que cada um foi tentar de alguma forma continuar a vida, já que aparentemente a única ameaça seria o Dr. Hyde. O que é meio idiota de se pensar, vindo de Once né. Nunca é simples demais.

É quando entra um dirigível com alguns dos personagens da Terra das Historias não Contadas, é mostrada uma rachadura na relação da Regina com a Zelena, e um problema com a Emma, sendo que, com relação a essa ultima, esse problema é o mesmo do Aladdin, eu acho. E daí é quase ladeira abaixo com os problemas. Emma tem algum efeito colateral de ter se tornado Senhora das Trevas, pois ela começa a ter tremores e, ao que parece de início, visões sobre o próprio futuro, confirmado pelo Oráculo no final do episodio. E o futuro não é bom.



Enquanto a Emma corre atrás de saber o que acontecendo com ela mesma, e como sempre, sem pedir ajuda a ninguém, e isso me irrita profundamente, porque ali todo mundo, atualmente, quer o bem dela e ajudar de alguma forma, vemos o pessoal tentando prender o Hyde, e tentar ajudar o pessoal do outro reino a interagir e confiar na galera de Storybrook. Temos aí uma visão de um futuro conturbado entre Zelena e Regina, onde essa última, mesmo tentando se aproximar da irmã, não consegue totalmente, pois ao que parece, culpa a Zelena pela morte do Robin.

Então, vamos parar um pouco para analisar esse raciocínio da Regina: como alguém culpa a outra pessoa, que, basicamente, só “escolheu” a pessoa errada para amar, já que, a meu ver, você não escolhe, porque né, quando a maior errada da história toda ainda é a Emma, e olha que eu também nem digo errada, pelos motivos já mostrados. Isso não tem sentido nenhum! Mas né, na dor vista pelo outro ângulo, faz, enfim. Eu não quero essa relação estragada, pelo amor! Estava tão lindo ver as duas amigas, se ajudando, e se perdoando na quinta temporada! Me devolvam isso, por favor! Um dos motivos para briga, além do óbvio, foi que a pena dada pelo Roland para Regina, a Zelena não achou o presente, e né. Agora, assim que elas voltarem às boas (porque eu acredito nisso sim, <3), que a Zelena vá pra mansão, e eu não aceito menos que isso!


Agora, sobre as duas grandes cenas do episódio: o plot do Rumple com a Belle, que resultou numa cena mindblowing de boa, e a cena do discurso da Regina. Mas vamos por partes: seguimos a saga do Rumple indo atrás da outra maneira de acordar a Belle, através do famoso Morfeu, e do pó (?) que ele usa para adormecer as pessoas e andar pelos sonhos delas. O Rumple decide seguir esse caminho para tentar acordar a esposa. E segue, como sempre, um meio esdrúxulo. Desaguando na melhor cena: quando você jura que o cara que dizia ser Morfeu chega pra ajudar a Belle, dizendo que ele iria acordá-la através do beijo do amor verdadeiro, e você já fica “Oi?!? Que?!?”, quando é revelado que ele é filho deles no futuro, e só falou cair o queixo de perplexidade! E o melhor de tudo: Belle finalmente deixando de ser trouxa! Ouvimos aleluia igreja?

Já sobre a outra melhor cena: o discurso da Regina para a Snow no final, que até o momento ainda me trás lagrimas e eu não estou sabendo lidar com o amor! O jeito que ela falou, de como ela era vista por diferentes grupos e pessoas, que ela percebeu o quanto a própria vida estava parada, e que a partir de agora ia ser diferente, olha, tears all over! E ah, a pena, meu Deus a pena aparecendo logo depois dessa fala é muito amor e lindeza!


E ela com a Snow, a amizade, tudo, tão fofo e lindo como essa relação se desenvolveu. Além, claro, da relação da Regina com a Emma. A Regina vendo que tem algo errado logo de cara. Muito amor envolvido! Essa segunda relação, eu sinceramente torço pra algo mais rolar entre elas, ainda que nesse episodio tenha rolado mais um brotp mesmo. Enfim, eu torço pra algo dá certo. Sério! Seria lindo. 

Eu não estou entendendo muito bem essa historia desses Salvadores terem vilões, e que a Emma só não descobriu ainda o próprio vilão. E outra: se o Aladdin estava prevendo a própria morte, por causa da tremedeira e etc, onde ele está? E de onde veio essa consequência dos tremores e visões, se ele não foi um Senhor das Trevas? Ou será que foi? 

Mas pra finalizar: precisamos falar sobre a cena final da Zelena, com, finalmente, a Evil Queen, e o que se pode ter dessa relação. Eu não sei como reagir a isso! Sério! A Zelena tem que cair logo na real!


P.S: A risada da Evil Queen, é uma das melhores coisas dessa vida huahau :3 
Reações:

Sobre o Autor

 
Top