Comentários
Ayla Aguiar Ayla Aguiar Author
Title: [LIVROS] RESENHA – A COLÔNIA
Author: Ayla Aguiar
Rating 5 of 5 Des:
Nas profundezas da floresta no Peru, uma massa negra devora um turista americano. Em Minneapolis, nos Estados Unidos, um agente do ...


Nas profundezas da floresta no Peru, uma massa negra devora um turista americano. Em Minneapolis, nos Estados Unidos, um agente do FBI descobre algo terrível ao investigar a queda de um avião. Na Índia, estranhos padrões assustam pesquisadores em um laboratório. Na China, o governo deixa uma bomba nuclear cair “acidentalmente” no próprio território.. Enquanto todo tipo de incidente bizarro assola o planeta, um pacote misterioso chega a um laboratório em Washington... E algo está tentando escapar dele.

O mundo está a beira de um desastre apocalíptico. Um espécie ancestral, há muito adormecida, finalmente despertou. E a humanidade pode está com os dias contados. 



A você, amiga (o), que tem o menor dos problemas com aranhas: não leia esse livro. Eu resolvi arriscar, mesmo com a fobia de aranhas maiores do que a ponta do meu dedo, achando que poderia de alguma maneira ajudar, e isso que não gosto nem de ver a capa, tendo que sempre ter algo por cima. E pense num livro angustiante, por isso que demorou tanto assim pra sair a review.

Ou leia, porque eu tô nos últimos capítulos, e eles são até rápidos, tirando dos que são mais principais, como a Melanie, o Manny, a presidente e o agente do FBI, e os caras sobrevivencialistas que sempre acreditaram no fim do mundo, o resto foi só pra apresentar as aranhas, e minha mente nessas horas é meio louca. Eu meio que ignoro que são esses bichos asquerosos. Eu sei que são aranhas, mas não visualizo, sabe? Mais ou menos isso. Principalmente nas horas mais nojentas, cabreiras e horrorosas: quando elas comem pessoas ou qualquer outra coisa.

Pois vamos lá. Como a sinopse vem dizendo: começam a acontecer coisas totalmente bizarras pelo mundo, e começam a descobrir o que é por três motivos: China e a bomba atômica, o bilionário, que foi o único sobrevivente a conseguir escapar do ataque no Peru, só pra morrer na queda de avião por causa das aranhas que estavam dentro dele (e algumas no avião, escondidas; entenderam meu nojo supremo?), uma bolsa de ovos que foram achados nas linhas de Nazca, Peru e foram mandadas pra Melanie, que tem uma linha de pesquisa especializadas em aranhas na faculdade; e três pós-graduandos pra ajudá-la, e com essa queda de avião do bilionário, que acabou envolvendo o agente do FBI. Dai é só montanha abaixo de coisas acontecendo.

Por que sim, já não bastam ser asquerosas, elas tem que ser aqueles bichos pretos imensos e carnívoros. Quer mais o quê pra um apocalipse se desdobrando no seu pior pesadelo? Divertido, né?! Imaginem comigo: aquele pandemônio de começo de apocalipse, todo mundo desesperado, ninguém sabe o que tá acontecendo, gente morrendo, correndo, fugindo, e o governo dos EUA tentando de tudo, entender a situação e controlar as coisas. Para no fim nada dar certo e o terror se espalhar.

E por causa dessa postura americana, tiveram duas coisas que gostei desse livro: essa pequena mostra de como os EUA é uma potencia mundial e se mete em tudo, pra sair como herói, e de como o autor mostrou o machismo em varias partes da história. Por exemplo: quem está no cargo da maior potência mundial é uma mulher, o que se tornou irônico depois dessas eleições americanas nessa semana. Enfim, não que questionem o mandato dela, mas isso existiria se ela se separasse do marido, logo antes das reeleições no próximo ano, galera não ia votar nela só por isso, e ficou óbvio no livro, fato que o autor soube mostrar bem. Tem também o cargo de conselheira, um dos grandes cargos, que não vou lembrar agora, que um dos conselheiros da presidente tem uma atitude meio melindrosa com ela, só por que é uma mulher.  Esse tipo de machismo. E eu achei fantástico. E vamos notar que: metade das personagens principais são mulheres, fortes, e fodas, que tem noção do poder que exalam.

Mas voltando a história das aranhas e apocalipse: pense em uma confusão de sangue e desespero! Principalmente depois que essas coisas chegam as grandes cidades, como a Índia, e o próprio Estados Unidos. O tanto de gente que foi morta é uma coisa meio desesperadora. Ninguém tá entendo nada, a Melanie tá pesquisando o mais rápido que pode sobre os bichos, pra saber tudo e entender como eles podem morrer. E ver o desespero da galera no poder, mas que são gente fina, como Manny, por exemplo, e ver o Mike (o agente do FBI), querendo saber o que fazer é tão desesperador quanto.

Mas eu vou contar que o tanto que eu não visualizei esses bichos tornou a história muito melhor. Confesso que travei muito porque pensei que ia ser bastante ruim pra minha fobia. Foi, mas não como imaginava. Deu pra relevar bastante porque eu fingia que eram umas bolas pretas. E olha, eu consegui terminar o livro hoje e isso me deixou bastante curiosa pro segundo, já que o final tem um plot twist sem tamanho, de desgraçar a cabeça. Não sei se vou conseguir ler, já que só com a primeira leva foi insano desse jeito, com a segunda quero nem ver.

Um P.S rápido: Mas até nesse meio eu encontro motivos pra torcer por casais, já tô me vendo comprando (ou pedindo o segundo) só pra saber o que aconteceu.  

  Título: A Colônia                                                                Autor: Ezekiel Bonne
  Editora: Suma de Letras 
  Páginas: 270
  Ano: 2016
  Onde Comprar: Amazon




Reações:

Sobre o Autor

 
Top