Comentários
Mylla Santos Mylla Santos Author
Title: [LIVROS] RESENHA - A VERDADE E OUTRAS MENTIRAS
Author: Mylla Santos
Rating 5 of 5 Des:
Henry Hayden parece um cara legal. Um autor famoso, mas humilde. Um marido devoto, embora pudesse ter a mulher que quisesse. U...





Henry Hayden parece um cara legal. Um autor famoso, mas humilde. Um marido devoto, embora pudesse ter a mulher que quisesse. Um amigo generoso. Alguém admirável. Mas Henry Hayden é uma mentira, uma máscara. Seu passado é um segredo, e seus planos mais ainda. Ninguém além dele e da esposa sabem que é ela quem escreve os livros que o deixaram famoso. Mas quando a amante aparece grávida, Hayden vê sua vida tão cuidadosamente construída em risco, e na tentativa de encontrar uma solução definitiva para o problema, comete um erro terrível. Agora, não só a polícia está atrás de Hayden, como seu passado também tenta alcançá-lo. Costurando mentiras, verdades e meias-verdades em uma tentativa de sobreviver, ele monta uma história complexa que talvez seja sua única chance de escapar da beira do abismo.



Sascha Arango é um dos roteiristas mais proeminentes da Alemanha e duas vezes vencedor do prêmio Grimme por sua participação na produção da série policial Tatort. Este é seu primeiro livro e foi vendido para mais de trinta países.

Claro que essa sinopse chamou a minha atenção, me deixou curiosa. Como assim a mulher escreve e ele leva a fama e ainda por cima tem uma amante? E logo comecei a torcer pra ele se dar mal. A capa também chamou minha atenção, esse tom de azul e com gotas de chuvas em alto relevo, achei uma ótima ideia. O livro é considerado um thriller psicológico que reúne inteligência, elegância e comédia negra.

Não vou falar muito da história porque tenho medo de soltar algum spoiler, vou me ater aos personagens. Henry, nosso protagonista, é um conquistador, quer sempre se dar bem, apegado a bens materiais e um mentiroso de primeira. Confesso que minha primeira impressão dele não foi boa, mas em seguida o enxerguei pelos olhos de Martha, sua mulher, ela via nele um protetor, alguém que podia fazer companhia, entendia e respeitava seu jeito. E como foi dito na sinopse o lado amigo, ajudou muito o Obradin, mas acho que no final acabou cobrando a dívida. Bom, esses outros lados amenizaram a primeira impressão que tive.

"Henry enviou o original de Frank Ellis, com seu nome, para quatro editoras que havia encontrado na lista telefônica. Antes, precisou se comprometer para Martha, de pés juntos, que jamais revelaria quem havia escrito o romance. Era um segredo eterno e, se algo fosse mesmo publicado, deveria carregar apenas o nome dele. Henry não viu problemas nessa ideia e fez a promessa."

“Frank Ellis”, o seu primeiro romance, contava a história de um autista que se tornava policial para encontrar o assassino da irmã.

"Oito anos depois, Henry era um autor best-seller, traduzido em vinte idiomas, várias vezes premiado e todo o resto. A editora já lançara cinco best-sellers, e todos inspiraram filmes e foram adaptados para o teatro." 

Agora vamos falar de Martha, confesso que a considero uma pessoa diferente, até agora não consegui entender ela, nasceu para ser escritora, escreve todas as noites, tem uma mala cheia de manuscritos, mas se contenta em escrever por escrever, nunca pensou em publicar ou ficar famosa. Ela permitiu que o marido publicasse e levasse todo o crédito, sem reclamar ou voltar atrás, mesmo sabendo que ele a traia. Ela gosta de ter seu espaço e eu os via mais como companheiros e não marido e mulher. 

Beth, além de amante é a assessora de Henry, foi ela que descobriu e publicou o primeiro livro. O pragmatismo frio de Betty havia impressionado Henry desde o primeiro encontro. Quando ela gostava de algo, corria atrás. Era astuciosa e tinha pés delicados, sardas nos seios redondos como laranjas, olhos verdes e cabelo loiro e cacheado. Henry não resistiu.

Esse é o triangulo amoroso do livro, achei que os personagens poderiam ter sido mais desenvolvidos, acho que acrescentariam conteúdo a história. O livro tem momentos que te prendem, atiçam sua imaginação e que dão raiva, porém tem algumas paradas que não contribuem muito. Henry planeja muito bem seus passos, mas também comete erros. Talvez pelo fato do autor ter essa ligação com o cinema, o livro me deixou a impressão que daria um bom filme, estou na torcida para que isso aconteça.


AUTOR: Sascha Arango
NÚMERO DE PÁGINAS: 224
EDITORA: Suma de Letras
LANÇAMENTO: 2016
ONDE COMPRAR: Amazon
Reações:

Sobre o Autor

 
Top