Comentários
Yngrid Oliveira Yngrid Oliveira Author
Title: [LIVROS] RESENHA - JUNTANDO OS PEDAÇOS
Author: Yngrid Oliveira
Rating 5 of 5 Des:
Jack tem prosopagnosia, uma doença que o impede de reconhecer o rosto das pessoas. Quando ele olha para alguém, vê os olhos, o n...







Jack tem prosopagnosia, uma doença que o impede de reconhecer o rosto das pessoas. Quando ele olha para alguém, vê os olhos, o nariz, a boca… mas não consegue juntar todas as peças do quebra-cabeça para gravar na memória. Então ele usa marcas identificadoras, como o cabelo, a cor da pele, o jeito de andar e de se vestir, para tentar distinguir seus amigos e familiares. Mas ninguém sabe disso — até o dia em que ele encontra a Libby. Libby é nova na escola. Ela passou os últimos anos em casa, juntando os pedaços do seu coração depois da morte de sua mãe. A garota finalmente se sente pronta para voltar à vida normal, mas logo nos primeiros dias de aula é alvo de uma brincadeira cruel por causa de seu peso e vai parar na diretoria. Junto com Jack. Aos poucos essa dupla improvável se aproxima e, juntos, eles aprendem a enxergar um ao outro como ninguém antes tinha feito.






O livro tem dois personagens principais que tem suas histórias contadas de maneira revezada nos capítulos: 
Ambos são do colegial. 
Jack Masselin é um garoto popular, atraente e que namora uma menina também popular e muito bonita da escola. Com características tão envolventes dificilmente alguém imaginaria o grande segredo que ele esconde de todas as pessoas, inclusive de sua família. Jack é portador de prosopagnosia, incapacidade de reconhecer. As pesquisas recentes sugerem que 1 em cada 50 pessoas (2% da população) sofre da desordem em algum grau (Wikipédia responde). As pessoas que tem essa doença usam de características físicas secundárias para identificar os outros, como tamanho, tipo de cabelo, um sinal... O problema é que muitas pessoas compartilham das mesmas características físicas secundárias. Então, imagine a vida de insegurança, medo e incertezas de Jack!
Libby Strout é conhecida por ter sido a adolescente mais gorda dos Estados Unidos, que em determinado momento não conseguiu mais passar pela porta do quarto e que, por isso, teve parte da sua casa destruída para que ela pudesse ser retira por um guindaste, tendo este momento filmado e lançado na internet batendo record de visualizações.Tudo começou aos 10 anos quando sua mãe faleceu e ela começou a aliviar sua dor comendo, foi engordando e perdendo o desejo de manter contato com outras pessoas, saindo assim da escola e chegando aos 300 quilos. Quando teve seu problema documentado para todo o mundo começou a entender que sua vida precisava mudar e que precisava de ajuda profissional ou ela iria morrer.
Depois de perder 150 quilos, ainda que esteja 90 quilos acima do peso normal, Libby resolve que está na hora de encarar o mundo novamente e torna a frequentar a escola. E como em qualquer escola do mundo esta também está cheia de adolescentes preconceituosos que praticam bullying com o quem é diferente ou fora do padrão. É nesse meio que Jack e Libby se conhecem, onde os populares, incluindo Jack, inventam uma brincadeira de muito mau gosto com as meninas gordas, o rodeio das gordas. 
No fundo, Jack não é um garoto ruim, apenas anda em más companhias e usa más atitudes como defesa, para ninguém pratique com ele o que ele pratica com os outros. Mas depois de aprontar com Libby ambos recebem um castigo que tem que cumprir juntos, com esta rotina a vida dá uma oportunidade para que comece a surgir empatia um pela situação do outro e assim aprendam uma lição.


Minhas impressões:

1- Um livro adolescente, com alguns dramas bobos da idade, mas que tem a principal gira em torno de assuntos muito importantes como bullying, gordo fobia, uma doença diferente, relação pai e filha, empoderamento, etc;
2- Libby é uma personagem maravilhosa, que apesar de tudo pelo que já passou aprendeu a se aceitar exatamente como ela é. Focada, que enfrenta o preconceito, algumas vezes com medo, o que é natural, mas sem dar para trás;
3- O segredo de Jack não funciona da maneira que a autora pretendia, pois por mais que entenda a junção do problema dele com o da Libby (meio que os problemas de ambos se completam), acho muito improvável que ninguém da família dela não tenha notado que ele tenha prosopagnosia. Que pais relapsos seriam esses que não notam que seu filho nãos os reconhece por anos? 
4- Leitura muito válida pra uma lição de empatia;
5- Amei as referências de outros livros e músicas que aparecem na história.




Título: Juntando os Pedaços 
Autor: Jennifer Niven
Editora: Seguinte
Páginas: 392
Ano: 2016
Onde comprarAmazon
Reações:

Sobre o Autor

Postar um comentário Blogger

 
Top