Comentários
Lilian Zin Lilian Zin Author
Title: [REVIEW] BULL - S01E12: STOCKHOLM SYNDROME
Author: Lilian Zin
Rating 5 of 5 Des:
  “Gun to your head, what would you do? Kept hearing those words. I thought it was a great opportunity. After all, crisis reveals charact...
 “Gun to your head, what would you do? Kept hearing those words. I thought it was a great opportunity. After all, crisis reveals character.” – Doctor Jason Bull

Que episódio bom esse Stockholm Syndrome. Achei o assunto abordado bem interessante, principalmente porque ninguém sabe ao certo como vai reagir ao ter uma arma apontada para a cabeça. Como foi possível ver com o mock jury, muita gente ali estava gritando e claramente desesperados. Já Bull e sua equipe estavam bem tranquilos. Até que Laurel Guthrie decidiu explicar o motivo de ter explodido o prédio e feito reféns, causando um imenso choque de culpa em Danny.

Em nenhum momento do episódio cheguei a duvidar dela. Mesmo se estivesse drogada quando viu o assassino, as chances de que ela estivesse errada eram mínimas. Houveram partes do episódio em que cheguei até a pensar que Gordon tivesse feito aquilo pois estava sendo pressionado. Porém fiquei bem surpresa quando foi mostrado que sim, ele é o real assassino e sabe muito bem como se cuidar na prisão. Senti pena da esposa, que acreditava de todo jeito na inocência do marido, sendo capaz até de ser presa para que ele pudesse ser solto.


Outra pessoa que também fiquei com pena foi justamente Danny. Ter sua integridade questionada já é ruim. Na frente de desconhecidos fica ainda pior. Um de seus amigos ainda ser o responsável por esse questionamento torna tudo terrível. E estava claro o quão desconfortáveis Marissa e Colón ficaram quando Bull sugeriu que a informação dada pelo DA fosse usada para manipular o júri e ver qual o veredicto seria. Foi forçar demais a amizade entre Jason e James? Sim. Valeu a pena, simplesmente para provar um ponto? Parcialmente, porque se ela fosse um pouco mais ignorante, acredito que pediria demissão imediata.

Apesar de ter feito todo essa cena, o comportamento de Bull durante toda a situação com a arma foi excelente. Toda a conversa que ele teve para que Laurel largasse a arma foi um ótimo jeito de mostrar que, às vezes, não é necessário ter efeitos especiais ou uma luta incrível para se ter uma cena de alta qualidade. Michael Weatherly sabe bem como segurar o público e, depois desse episódio, não consigo encontrar outra palavra para descrever o que sinto por ele além de orgulho. 


Saindo um pouco do drama, tivemos mais Chunk nesse episódio! Seja recebendo o mock jury ou como mock judge, ele fez um ótimo trabalho, trazendo seu característico bom humor e ameaçando usar o martelo toda vez que Bull ou Benny o irritavam. Além disso, dá para ver o quão preocupado ele é com o restante da equipe, principalmente por ter protegido Marissa da bomba e por ter ficado ao lado dela o tempo todo, checando se ela estava bem e a segurando quando era necessário. Aliás, adorei quando ela simplesmente ignorou a videoconferência com o DA para ouvir os argumentos iniciais.

Outra que também merece ser mencionada é Cable. Todas as interações que ela teve com o Tenente Tharder foram ótimas e renderam algumas leves risadas. No início achei que ela seria alguma personagem mais afastada da equipe, mas fico feliz por ter me enganado. E, é claro, não posso deixar de dizer que Colón é o melhor advogado e sempre será, desculpa Jason.

 “The truth is, you don't know Danny. Danny would never put an innocent man in prison. This is our mock courtroom, this is where is where we practice our arguments.”- Doctor Jason Bull
Reações:

Sobre o Autor

Postar um comentário Blogger

 
Top