Comentários
Lilian Zin Lilian Zin Author
Title: [REVIEW] NCIS - S14E13: KEEP GOING
Author: Lilian Zin
Rating 5 of 5 Des:
 “If you’re going through hell, keep going.” – Doctor Donald Horatio Mallard O que dizer desse episódio que mal conheço e já consider...
 “If you’re going through hell, keep going.” – Doctor Donald Horatio Mallard

O que dizer desse episódio que mal conheço e já considero pacas? Keep Going foi lindo, do início ao fim. Teve Jimmy Palmer em quase todas as cenas e isso era tudo o que eu esperava desse episódio. Quer dizer, não esperava tantas lágrimas e vontade de abraçar o Brian Dietzen pela excelente atuação, mas isso não me deixou nem um pouco com raiva. O caso por si só foi bem simples: um motorista que não gostou de quase ter entrado em um acidente seguiu o Capitão Smith até atropelá-lo. Porém o que veio depois é que foi o mais complicado.

Todo mundo sempre tem um dia ruim. Algumas pessoas têm mais do que outras. Eu, por exemplo, já tive semanas inteiras que foram péssimas. Para Ryan, porém, a vida estava sendo ruim. Depois de perder a mãe aos 12 anos, não conseguir o emprego dos sonhos e viver brigando com o pai, até minutos antes da morte do mesmo, ele decide que o melhor a fazer é acabar com esse sofrimento ali mesmo. E ele ia acabar conseguindo, se não fosse por Jimmy ter visto o garoto e feito o impensável: ir até lá e ficar na guarita, junto de Smith. Novamente Palmer deu uma de herói, ficando ao lado dele até que tudo ficasse calmo e o real assassino de Paul fosse preso.


Quem não se lembra de quando Jimmy quase foi baleado, sentiu que estava decepcionando à todos por não conseguir se lembrar de nenhum detalhe do suspeito e depois bateu com seu carro no carro dele em About Face (S05E17)? Ou então quando ele, de forma desesperada, disparou uma arma em Detour (S10E16) para proteger Ducky? A verdade é: James Palmer é tão corajoso quanto qualquer um dos agentes que estão/já passaram pela equipe. Pode não parecer, mas acredito que ele faria de tudo para que nada de ruim acontecesse com ninguém, principalmente com sua equipe. Jimmy é um verdadeiro cinnamon roll. Too good for this world, too pure. Cada uma das falas que ele teve no episódio podiam parecer bem clichês. Como Ryan mesmo disse, pareciam haviam sido tiradas de um adesivo de parachoque de caminhão ou então de biscoito da sorte. Mas elas sempre traziam um significado que se aplica na vida de toda e qualquer pessoa que as lê. Desde “sorria mais”, até “se você quiser amigos melhores, seja um melhor amigo”, ele mostrou que, por pior que a vida esteja, sempre tem algo de bom acontecendo, mesmo que demore um pouco para que isso seja percebido.

“It was so strange. I had spent so long just trying to prove myself, trying to get ahead, and when I finally passed the test, it hit me like a ton of bricks. I didn't want to go anywhere else. I didn't want to leave my friends. Especially not Dr. Mallard.I was happy where I was.” – Doctor James Palmer

Depois da Abby, ele é a pessoa mais otimista que existe naquele prédio. E tem um coração enorme e uma simplicidade maior ainda. Muita gente, se estivesse no lugar dele ao passar na prova de M.E., iria fazer um escândalo e exigir que fossem chamados de “doutor” e recebessem um aumento. Mas não o Jimmy. Ele simplesmente fingiu que nada aconteceu e continuou ali, trabalhando ao lado da equipe que ele tanto ama, porque ele não queria perder sua família. Assim como Tony desistiu de Rota, McGee de Okinawa e Abby de várias outras ofertas de trabalho. Para ficarem ao lado daqueles que eles amam. Eu sabia que Jimmy ia acabar revelando alguma surpresa ao longo do episódio, mas nunca imaginei que seria isso. Imaginei que a baby Victoria ia aparecer ou então ganhar um irmãozinho ou irmãzinha, mas gostei muito do que os roteiristas fizeram.


Mas ele também sofreu ao longo da série. Teve que fazer autópsia em vários amigos, viu outros irem embora, ficou sem poder fazer nada quando o prédio do NCIS explodiu e Ducky teve um ataque cardíaco, não conseguiu adotar o tão desejado filho... E sempre teve alguém ao seu lado. Seja Ducky, Abby ou até mesmo Gibbs. Foi doloroso ouvir tudo o que Palmer disse. Relembrar todo o sofrimento que Gibbs passou ao perder Shannon e Kelly e nunca ter falado sobre isso, as incontáveis horas em que passou trabalhando para que o pensamento de se matar não voltasse à sua mente... Nunca imaginei que Palmer se preocupava tanto com Jethro assim. Esta semana mesmo vi o episódio em que ele começa a se perguntar o significado do nome “Jethro”, mas nem me liguei. Só agora, depois de parar e refletir sobre o que vi, é que veio o estalo. A cena em que Jimmy vai até o porão e começa a pedir desculpas, ganhando um abraço de Gibbs, fez meu ano.

Eu só consigo sentir orgulho desse episódio. Orgulho do crescimento que Jimmy teve, deixando de ser o Autopsy Gremlin para ser o Doutor Jimmy Palmer. Fiquei tão feliz vendo como todos da equipe perceberam como ele é extremamente importante e, até mesmo aqueles que têm mais dificuldade em demonstrar sentimentos, ficaram feliz por Palmer estar são e salvo. É claro que o desespero bateu nas duas vezes que ele quase caiu da sacada, mesmo quando Nick – graças a Deus estava ali para fazer piadinhas – Torres estava o segurando, mas o resto foi lindo. Se pudesse, via esse episódio todos os dias, sem nem pensar duas vezes. Meu estoque de lágrimas ia secar em menos de uma semana, mas valeria muito à pena.

P.S.: Reeves, eu escolhi te amar, porém nem consegui pensar em você durante o episódio. Jimmy Palmer roubou meu coração;
P.S.2: Só consigo pensar no quão orgulhoso Tony ia ter ficado ao saber que Jimmy havia passado na prova.

Remember Agent Gibbs? Remember him? He was here earlier. Tell you what, he might be the toughest guy I've ever met. Now I know it seems, like, uh, some people have it much easier while others have it much rougher, but, uh I think it's safe to say that there's no one who's has had a tougher life than Agent Gibbs. Believe it or not, his wife and his young daughter were both killed on the same day. But you never hear him mention it. No, he just buries himself in his work. And he builds boats in his basement. He'll kiss Abby on the forehead once in a while, but he's not exactly a hugger, you know. At least he's never hugged me. We all rely on him so much. That man has the weight of the world on his shoulders. You'd never know it. I really worry about him. But a-as tough as Gibbs is, on my darkest day, when our adoption fell through, I mean, Ryan I lost my kid. Gibbs was the one who comforted me most.” – Doctor James Palmer
Reações:

Sobre o Autor

Postar um comentário Blogger

  1. Não sei pq, mas quando eu vejo o Torres eu me lembro do Esposito do Castle

    ResponderExcluir

 
Top