Comentários
Lilian Zin Lilian Zin Author
Title: [REVIEW] BULL - S01E15: WHAT'S YOUR NUMBER
Author: Lilian Zin
Rating 5 of 5 Des:
 “You know you're representing a sociopath?” – Doctor Jason Bull Não vou começar a review falando em como esse episódio foi bom,...
 “You know you're representing a sociopath?” – Doctor Jason Bull

Não vou começar a review falando em como esse episódio foi bom, porque já virou quase uma rotina fazer isso. Mas não posso negar que a qualidade dele foi alta. A história por si já era bem interessante. Agora trazer de volta Diana, só para causar ainda mais problemas para Jason, deixou tudo ainda melhor de assistir. Eles já tinham me ganhado no “o que você acha de colocar um dos homens mais poderosos de New York na cadeia” de Marissa, mas me conquistaram mais ainda ao longo do episódio.

Senti nojo da atitude de Withrow simplesmente ignorar as duas vezes em que Sean foi falar com ele sobre a questão dos materiais, pensando que um suborno vale muito mais a pena do que consertar a estrutura de uma ponte que poderia durar anos. E o pior de tudo é que isso acontece muitas vezes no “mundo real”, em que é mais fácil perder algumas vidas do que fazer o que é certo. Por isso fiquei com medo durante o episódio todo. Medo de Lindsay conseguir ganhar o caso e de Andrew repetir o que havia feito. Medo de ele fazer alguma coisa no prédio da TAC, já que, pelo menos pelo que eu concluí, ele não se importa em cortar pontas soltas nos casos em que está.  E ficou bem claro que ele não estava muito feliz com o fato de a equipe de Bull estar no caso, cortando a luz de todo o prédio e depois desligando o elevador do mesmo.


É claro que Jason iria fazer de tudo para conseguir ganhar o caso. E com a ajuda, mesmo que indiretamente, de Diana. Quem não se lembra dela em Callisto (S01E04), deixando Bull em grandes problemas enquanto trabalhava no caso? Pois bem, dessa vez ela não veio para roubar o caderninho e as calças de Jason, mas sim para tentar fazer ele fraquejar um pouco. Infelizmente não funcionou assim e, apesar das inúmeras tentativas de fazer com que o cliente ganhasse o caso, Lindsay não conseguiu escapar das ideias brilhantes do Doutor. Todo esse jogo dos dois deixou o episódio muito bom de ver, tanto que nem percebi o tempo passando.

Outra coisa que também foi muito boa foi a interação entre Olsen e Benny. Como foi mostrado no episódio passado, Colón está sendo investigado pelo escritório da Promotoria. No início achava que era por ele ter falado mais do que deveria e acabar sendo colocado em custódia do FBI. Porém ele está sendo investigado por conta de um caso de assassinato que ele havia trabalhado há 8 anos. É claro, o fato citado acima pode ter sido um empurrãozinho para que a investigação começasse, mas nada é confirmado. Só espero que tudo dê certo para o meu baby Colón, porque não aguento ver ele sofrendo. 


Estou amando cada vez que Cable, Chunk e Marissa aparecem juntos. Os três são, definitivamente, a base cômica da série e agradeço todos os dias pela existência deles. Confesso que tive a mesma reação quanto ao apartamento de Bull: quero. Imediatamente. É lindo, não tem quase nada e tem uma parede de escalada na sala. É muito difícil ter alguma coisa mais legal do que isso. É claro, não posso me esquecer do fato de que é cobertura e tem o tamanho de quase um andar inteiro. Fiquei apaixonada com o lugar, honestamente.

Sobre a Danny: deu para ver como a morte de Sean mexeu com ela. Afinal, foi ela quem convenceu Lahari a testemunhar contra Withrow, a fim de aliviar um pouco a culpa que ele estava sentindo. Isso é que foi o pior: o homem que falou várias vezes sobre como a ponte poderia cair ficou se sentindo culpado pelas 15 mortes enquanto aquele que projetou e autorizou a compra de todos os materiais de má qualidade não estava perdendo nem um segundo de sono. Lucro é uma coisa terrível.

P.S.: Aquela referência que Bull fez ao Mágico de Oz fez minha saudade do DiNozzo aumentar <3

“It's how he evaluates human life. Andrew Withrow wants to know how much it will cost him if he kills you. Can you wrap your head around that? You don't have to. Actuaries can. It's called risk assessment analysis, and it's used to determine the most cost-effective course of action. Mr. Withrow gave everyone a number. A number that determined the value of their life. As you can see, a doctor is worth more than a dentist, a dentist more than a teacher, a teacher more than a commercial truck driver, and a driver is worth more than a plumber. Why risk it? Because Andrew Withrow decided that it would be more cost-effective to lose those lives than to fix his faulty skybridge. That's why 15 people died at Withrow Midtown.”  – Assistant U.S. Attorney Olsen
Reações:

Sobre o Autor

Postar um comentário Blogger

 
Top