Comentários
Yngrid Oliveira Yngrid Oliveira Author
Title: [LIVROS] RESENHA - ALUCINADAMENTE FELIZ
Author: Yngrid Oliveira
Rating 5 of 5 Des:
Jenny Lawson está longe de ser uma pessoa comum. Ela mesma se considera colecionadora de transtornos mentais, já que é uma depressiv...



Jenny Lawson está longe de ser uma pessoa comum. Ela mesma se considera colecionadora de transtornos mentais, já que é uma depressiva altamente funcional com transtorno de ansiedade grave, depressão clínica moderada, distúrbio de automutilação brando, transtorno de personalidade esquiva e um ocasional transtorno de despersonalização, além de tricotilomania (que é a compulsão de arrancar os cabelos). Por essa perspectiva, sua vida pode parecer um fardo insustentável. Mas não é.
Após receber a notícia da morte prematura de mais um amigo, Jenny decide não se deixar levar pela depressão e revidar com intensidade, lutando para ser alucinadamente feliz. Mesmo ciente de que às vezes pode acabar uma semana inteira sem energia para levantar da cama, ela resolve que criará para si o maior número possível de experiências hilárias e ridículas a fim de encontrar o caminho de volta à sanidade.
É por meio das situações mais inusitadas que a autora consegue encarar seus transtornos de forma direta e franca, levando o leitor a refletir sobre como a sociedade lida com os distúrbios mentais e aqueles que sofrem deles, sem nunca perder o senso de humor. Jenny parte do princípio de que ninguém deveria ter vergonha de assumir uma crise de ansiedade, ninguém deveria menosprezar o sofrimento alheio por ele ser psicológico, e não físico. Ao contrário, é justamente por abraçar esse lado mais sombrio da vida que se torna possível experimentar, com igual intensidade, não só a dor, mas a alegria.


Comecei a sentir vontade de ler esse livro quando teve uma turnê da intrínseca aqui em minha cidade no ano de 2015, onde eles divulgaram os futuros lançamentos, instantaneamente me interessei pelo tema do livro por me identificar, além de ter amado a capa. O que me impediu de ler foi o título, me pareceu que poderia ser outro autoajuda repetitivo, dos quais eu fujo como o diabo foge da cruz. O que despertou novamente minha curiosidade foi a indicação de um canal que sigo. Assim aproveitei uma promoção na amazon para adquiri-lo. Pasmem! Amei e favoritei. Mas cuidado! Se vocês, assim como eu, tem o humor debiloide e morre de rir com as besteiras do twitter e facebook este livro pode ter efeitos colaterais como passar vergonha se estiver lendo ele em público por causa das gargalhadas, assim como ficar com a barriga doendo e chorar pelos mesmos motivos.
Sendo assim, depois de prevenidos, vamos a resenha...
Alucinadamente feliz é um livro de memórias no qual Jenny Lawson conta como convive com seus diversos distúrbios mentais, um assunto extremamente sério e atual, mas de uma maneira engraçada. 

"De acordo com muitos psiquiatras que visitei nas últimas décadas, sou uma depressiva altamente funcional com transtorno de ansiedade grave, depressão clínica moderada e distúrbio de automutilação brando proveniente de um transtorno do controle de impulsos.  Tenho transtorno de personalidade esquiva (...) e um ocasional transtorno de despersonalização. Tenho artrite reumatoide e doenças autoimunes.(...) TOC moderado e tricotilomania.”

Jenny descobriu na internet uma maneira de conseguir, se não superar, pelo menos conviver e encarar estes problemas muitas vezes paralisantes. Ela escreve num blog sobre sua vida e seus transtornos e lá viu que não estava sozinha, que muitas pessoas também os têm, embora diferentes e em graus diversos, que se beneficiam da sua sinceridade e seu humor, capazes de fazê-los sentissem melhor, o que também a faz sentir-se melhor. 
Alucinadamente feliz é um projeto que surgiu também em seu blog, mas principalmente na vida da própria autora. Depois da morte de um amigo ela se propôs a ser “alucinadamente feliz só de raiva”, porque a vida é curta e cheia de surpresas boas e ruins. Com essa decisão, ela passou a realizar seus desejos, mesmo que muitos sejam absurdos, a fim de não deixar passar uma oportunidade de ser feliz, mesmo que pudesse estar com medo e ansiosa deveria ir em frente, pois poderia valer muito a pena. O que não quer dizer que ela sempre consiga, pois transtornos mentais não são fáceis de controlar e muitas vezes ela fracassou na tentativa de seguir com seu projeto, assim cada dia é uma nova chance de começar outra vez. Tentando aproveitar a vida, imaginem as coisas mais engraçadas que esta mulher já aprontou!

"Minha regra é 'aproveite o que não está na merda agora, porque há merdas a caminho."

Minhas impressões:
1- Jenny é muito sincera com quem ela é ao escrever, acho que por isso o livro é tão engraçado. Mesmo com todo esse humor e espontaneidade, ela não diminui a dor e a seriedade do tema;
2- Foi o livro mais me fez rir, e devido a seriedade do assunto. Muitas vezes me senti culpada, mas depois vi que o intuito do livro é realmente nos fazer rir e mostrar que é possível ser alegre com todos os problemas;
3- Ao mostrar o que seus transtornos a fazem pensar, fazer ou deixar de fazer, como a ela se relaciona e como se relacionam com ela, Jenny nos aproxima e nos familiariza para que o preconceito, contra as pessoas portadoras dessas doenças, possa diminuir, já que muita gente afasta e julga o desconhecido;
4- Amei o fato de ela trazer referências geeks para seu texto e de contar um pouco sobre construção do livro, como a escolha da capa e do contato com a editora (não contar para não diminuir a magia quando vocês forem ler);
5- Outro ponto positivo é o fato de ela escrever como se fosse íntimo de quem está lendo, deixando mensagens e recadinhos engraçados, motivacionais e carinhosos.

"Não se sabote. Muitas pessoas já estão dispostas a fazer isso de graça."

"Espero um dia melhorar, e tenho certeza de que vou conseguir. Espero um dia viver num mundo em que a luta particular pela estabilidade mental seja vista com orgulho e torcida pública em vez de vergonha. E também espero isso por você."





TÍTULO: Alucinadamente Feliz
AUTOR:  Jenny Lawson
EDITORA: Intríseca
PÁGINAS: 352
ANO: 2016
ONDE COMPRAR: Amazon
Reações:

Sobre o Autor

Postar um comentário Blogger

  1. Eu to louca demais pra ler esse livro, mas muito mesmo. E tbm fiquei pelo mesmo motivo: a Turnê Intrinseca divulgou aqui e me deixou com orelhas atentas. Mas nunca comprei, acho que vai ser o livro comprado do mês.

    ResponderExcluir

 
Top