Comentários
Leandro Cardoso da Cruz Leandro Cardoso da Cruz Author
Title: [REVIEW] TABOO - 1ª TEMPORADA
Author: Leandro Cardoso da Cruz
Rating 5 of 5 Des:
Quando eu tive notícia do surgimento dessa série, protagonizada por Tom (Mad Max) Hardy e ambientada na Inglaterra do século XIX, logo m...

Quando eu tive notícia do surgimento dessa série, protagonizada por Tom (Mad Max) Hardy e ambientada na Inglaterra do século XIX, logo me interessei. O lado história já parecia promissor, somado à um dos meus atores favoritos com aquela velha trama de vingança. Bem, a série me surpreendeu positivamente, se tornando uma das grande produções desse começo de ano!

(Caso queiram relembrar minhas primeiras impressões dela, só clicar no link.)

Não preciso dizer que o texto contém spoilers da série, certo?


A trama dessa 1ª temporada não ficou devendo em nada ao prometido. Uma história fechadinha, com algumas boas reviravoltas e sacadas geniais. Taboo foi renovada para sua segunda temporada, mas poderia ter sido encerrada aqui também. No mais, bom para os fãs, que poderão continuar acompanhando James Delaney!


Toda a jornada de Delaney foi bem desenvolvida e trabalhada. Cada vez que parecia que ele ia falhar, que alguém iria derrotá-lo, ele dava a volta por cima. Não é aquele personagem perfeito, mas ele se mostrou um homem perigoso, sempre um passo à frente de seus inimigos.


A série apresentou personagens incríveis, sempre bem trabalhados, mas nunca completamente explicados. No fundo, você sempre podia ter um pé atrás com todos. Mesmo aqueles que eram aliados à Delaney, não pareciam ser plenamente confiáveis. Exceto pelo fato de ele impor essa lealdade.


A trama envolvendo espiões norte-americanos, a Companhia das Índias e o Rei da Inglaterra, foi muito bem amarrada. Tivemos grandes momentos, onde as reviravoltas vinham dos lados menos esperados. Todos achavam que estavam ganhando, mas no fim, estavam apenas seguindo o plano de Delaney.


Lorna talvez tenha sido a mais grata surpresa da série. Seu surgimento inesperado, até mesmo para o protagonista, obrigou à algumas mudanças de planos, mas que foram benéficas no fim. Sua participação foi crescendo durante a série, tornando a personagem na que talvez melhor foi trabalhada durante a temporada.


A relação dele com a irmã talvez tenha sido o que menos me agradou em toda a série. Me parecia destoante do que vinha acontecendo. Serve é claro para contribuir com a parte mística do show, mas de pouco acrescentou nessa temporada. Imagino que teremos ainda grandes surpresas com ela, uma vez que James deixa à entender que ela não morreu ainda.


O episódio final é um show à parte. Toda o trabalho, jogando com os peões que lhe caçavam, foi genial. Nem tudo saiu como o planejado é claro, mas em grande parte, Delaney deve estar satisfeito. Ele tem a pólvora que queria (e que belas cenas aquelas que envolviam sua produção, hein?!), o navio que precisava e está rumo à terra de sua mãe. Que venha o próximo ano!

Reações:

Sobre o Autor

Postar um comentário Blogger

 
Top