Comentários
Leandro Cardoso da Cruz Leandro Cardoso da Cruz Author
Title: [REVIEW] GRIMM - 6ª TEMPORADA
Author: Leandro Cardoso da Cruz
Rating 5 of 5 Des:
Depois de seis temporadas Grimm chega ao fim mesclando nostalgia e um pouco de inovação. No geral, a série manteve seu nível ao longo do...

Depois de seis temporadas Grimm chega ao fim mesclando nostalgia e um pouco de inovação. No geral, a série manteve seu nível ao longo do tempo e se despede na hora certa.


Grimm dividiu a temporada final em duas tramas, que podiam se misturar, além é claro de alguns fillers. De todo modo, se mostrou acertada a redução do número de episódios. Uma temporada longa, com seus 22 capítulos, poderia tornar essa trama muito arrastada. Com 13, tudo foi bem abordado, além de apresentar alguns alívios no meio do percurso.


As trocas de lado de Renard foram muito bem trabalhadas. Toda a perseguição contra Nick no começo da temporada foram alguns dos melhores episódios da série, além do ápice de quando eles fazem Renard deixar de ser prefeito. No fim, Sean volta pro lado dos mocinhos para salvar sua filha, o que fez todo o sentido para fechar a construção do personagem.


O casal Nick e Adalind teve menos espaço nessa temporada, com problemas maiores sendo colocados em primeiro plano. Por vezes temi uma recaída de para Juliette, mas se mostrou apenas um apelo dos roteiristas para celebrar o antigo casal. Mesmo que a hexembiest favorita de todos tenha sido relegada à uma mãe preocupada, foi uma boa jornada.


Finalmente, depois de longos 6 anos, chegamos ao fim da trama das chaves/varinha. Era necessário compreender o porque aquela varinha havia sido escondida de maneira tão cuidadosa pelos Templários. A história envolvendo o Cara da Caveira, ou Zerstörer foi bem produzida, com pequenos avanços durante a temporada para fechar com uma tríade focada apenas nele.


Achei genial o "Outro Mundo" onde os Wesen mandavam e os humanos eram reféns, foi uma boa sacada. E serviu para começar a mostrar todo o poder do vilão que viria para encerrar a trama. Foi interessante ver alguém realmente poderoso, que apresentava um perigo gigantesco à Nick e os outros. 


Sobre o final em si, me decepcionei um pouco. Quando Hank e Wu morreram no episódio 12, já imaginei que Nick iria trazê-los de volta com a Varinha. Depois, quando um à um todos foram morrendo, percebi que nada seria definitivo. Foi só uma maneira de machucar Nick para ele chegar ao fim quebrado. 


A reviravolta no fim, com Trubel sendo a voz da consciência, enquanto Nick estava agindo por impulso, seguiu me desagradando, pois o Nick não é assim. Quiseram derrubá-lo para então ele voltar ainda mais grandioso, mas não achei necessário. A "volta" de sua mãe e tia para a batalha final também foi meio apelativo, além de deixar o vilão nitidamente menos poderoso. Esperava algo mais "fantástico" do que o lance de que o poder estava dentro dele e tal.


Grimm termina sem se arriscar, dentro do nível que acompanhou a série ao longo dos anos. Foi uma boa jornada, com evoluções, mudanças e reviravoltas, aproveitando muito bem as ricas histórias dos Contos dos Irmãos Grimm. E muita gente já quer o spin-off com Diana, Kelly e os Trigêmeos hein?!


Reações:

Sobre o Autor

Postar um comentário Blogger

 
Top