Comentários
Leandro Cardoso da Cruz Leandro Cardoso da Cruz Author
Title: [LIVROS] RESENHA - O VOO DA VESPA
Author: Leandro Cardoso da Cruz
Rating 5 of 5 Des:
Freya é o nome da deusa nórdica do amor. Também é o codinome da mais recente invenção nazista, de acordo com uma mensagem intercepta...


Freya é o nome da deusa nórdica do amor. Também é o codinome da mais recente invenção nazista, de acordo com uma mensagem interceptada pelas forças aliadas. A inteligência britânica desconfia que é graças a ela que os alemães estão conseguindo abater os bombardeiros ingleses a uma velocidade tão alarmante. Hermia Mount, uma analista do MI6, é recrutada para ajudar a descobrir qual é essa nova arma. Tendo morado a vida inteira na Dinamarca, ela possui contatos valiosos que poderão auxiliá-la em sua missão. Do outro lado do mar do Norte, numa ilha dinamarquesa ocupada pelos alemães, o estudante Harald Olufsen descobre uma instalação estranha dentro da base militar nazista. Ele não sabe o que é, mas não se parece com nada que já tenha visto, e ele precisa contar para alguém. Em Copenhague, o detetive Peter Flemming colabora com os alemães para desvendar quem está repassando informações de dentro do país nórdico para os aliados britânicos. Numa Europa praticamente dominada pela Alemanha, a vida dessas três pessoas se entrelaça de forma irreversível, e quando um decrépito avião bimotor se transforma no único meio de fazer a verdade chegar até as forças aliadas, o destino delas poderá mudar o rumo da guerra - e da história.


Um dos períodos mais retratados da cultura pop, a Segunda Guerra Mundial já foi trabalhada das mais diversas formas pelos mais diversos autores, roteiristas, cineastas e todas as outras possíveis profissões que visem se valer da fama desse período obscuro da história mundial. Eis que o livro O Voo da Vespa, de Ken Follet, resolve embarcar nessa área tão povoada, mas de maneira diferente. Usando o conflito como pano de fundo e trazendo a história para um país que não estava diretamente em guerra, temos uma aventura única, com reviravoltas e heróis improváveis.

A trama se passa na Dinamarca, com algumas pinceladas em Londres. O país nórdico não foi literalmente invadido pelos Alemães, mas sim ocupado, com seu governo aceitando a interferência dos nazistas no seu território. Como nem sempre um governo é a imagem perfeita do seu povo, o que notamos é um grande sentimento de revolta ou resignação com o ocorrido.

A história se concentra em poucas semanas, onde a guerra está pendendo terrivelmente pro lado alemão, com a Inglaterra sendo a única resistência real. O problema é que de alguma forma os nazistas conseguem sempre prever onde os aviões ingleses irão atacar. Além disso a invasão de Hitler à URSS começa a colocar tudo a perder para o lado dos Aliados.

O interessante do livro é que esse é apenas o plano de fundo, essa é, na verdade, uma história de pessoas comuns que tentam de alguma forma resolver problemas muito maiores que eles. Uma noiva inglesa que montou um movimento de resistência na Dinamarca sem contar ao seu noivo, dinamarquês. Um garoto que não aguenta ver a injustiça da ocupação alemã e decide enfrentar a situação. Uma bailarina que se vê em posição de completar uma missão destinada ao fracasso. Um detetive que é um claro simpatizante dos ideais nazistas.

A história de Hermia, Harald, Karen e Peter vai se cruzando de uma maneira fluída e interessante, parecendo tudo completamente aceitável e provável. Mas quem disse que não seria?  Ken Follet nos coloca dentro das ilhas dinamarquesas, sobrevoando o Mar do Norte ou fugindo de perseguidores com uma facilidade impressionante.

Ao final da trama, é impossível não se sentir parte dos Vigilantes Noturnos, entendendo seu papel nos rumos da guerra. 

TÍTULO: O Voo da Vespa
AUTOR: Ken Follet
EDITORA: Arqueiro
PÁGINAS: 416
ANO: 2017
ONDE COMPRAR: Amazon

Livro cedido pela editora para resenha.


Reações:

Sobre o Autor

Postar um comentário Blogger

 
Top