Comentários
Lilian Zin Lilian Zin Author
Title: [REVIEW] BULL - S02E03: A BUSINESS OF FAVORS
Author: Lilian Zin
Rating 5 of 5 Des:
 “Well, I'm probably gonna do what most great men do when confronted with a situation like this. Lie.” – Doctor Jason Bull Ah, ...
 “Well, I'm probably gonna do what most great men do when confronted with a situation like this. Lie.” – Doctor Jason Bull

Ah, mas esse era um caso que eu estava realmente esperando para acontecer. Toda essa situação de fraternidades/repúblicas é muito absurda, principalmente esses rituais de iniciação que eles inventam. Na minha humilde opinião, se você quer amigos para a vida toda, é muito mais fácil começar a conversar com uma pessoa e tentar manter essa amizade ao invés de selar essa “irmandade” com álcool e atitudes de cunho extremamente duvidoso.

Digo isso porque na minha cidade mesmo houve um caso, não de morte, mas do que pode ter acontecido dentro de uma república por conta de um cartaz com regras extremamente ridículas que os moradores “deveriam respeitar”. Isso saiu em vários sites, jornais e me fez lembrar de cada episódio de qualquer série que eu vi que contava algo sobre crimes em fraternidades. E esse não foi nem um pouco diferente.


Eu tenho poucos amigos/colegas, o que não me qualificaria muito para dar uma boa opinião sobre essa questão de lealdade. Mas acho que acaba se tornando senso comum o exagero na lealdade, em que 15 pessoas decidem que seria melhor ficar se escondendo por trás de uma mentira (bem ruinzinha, por sinal), correndo o risco de irem presos por uma quantidade considerável de tempo. Ou então darem sorte e serem todos absolvidos, podendo cometer novamente o mesmo crime.

O que aconteceu não é justificável. Embebedar um grupo de menores e depois ainda jogar todos no lago foi bem tosco, para não dizer algo muito pior. Ainda bem que o culpado teve uma crise de consciência, também conhecido como medo de ficar mais de 10 anos preso, e acabou confessando tudo. Se amei a juíza dando trabalho comunitário para os outros 14? É claro que sim. Só esperava que fossem bem mais do que 500 horas.


Tirando isso, a equipe não teve tanto destaque assim. Benny estava na prosecution team, mas não teve muito destaque até quase o final, quando fez parte da “rede de mentiras” que Bull arquitetou. Danny e Cable tiveram pouquíssimas cenas. Chunk conseguiu descobrir quem eram os advogados dos 15, mas também parou por aí. A única que teve um pouquinho mais de destaque foi Marissa. E ela merece.

Essa história de Marissa arrumar um namorado, ou mesmo um simples caso, foi certeira. Principalmente porque agora Bull vai acordar um pouco para a vida e ver que ela não está 24/7 à serviço dele. Juro, a cara de decepção dele quando chegou no escritório e ver que ela não estava lá, esperando para ouvir a incrível história de como ele conseguiu enganar o culpado para que o mesmo confessasse foi de partir o coração. Mas também foi bom, porque ele já estava merecendo esse choque de realidade há um bom tempo. Só espero que os roteiristas não estraguem esse plot, porque quero muito ver ela feliz e sorrindo mais do que o normal.

“People commit to a certain course of action, and they stick to it. The key is to undermine the alliance - they've made to each other, - and that is what we're gonna do. I promise you, before we're through here, you will know the truth.” – Doctor Jason Bull
Reações:

Sobre o Autor

Postar um comentário Blogger

 
Top