Comentários
Lilian Zin Lilian Zin Author
Title: [REVIEW] NCIS: NEW ORLEANS - S04E04: DEAD MAN CALLING
Author: Lilian Zin
Rating 5 of 5 Des:
 “Past is what it is. Just have to find a way to move forward.” – Dwayne Cassius Pride Agora sim NCIS New Orleans está indo para um...
 “Past is what it is. Just have to find a way to move forward.” – Dwayne Cassius Pride

Agora sim NCIS New Orleans está indo para um lugar que eu gosto. Desde o começo da série eu sempre quis que os escritores focassem mais no lado fantasmagórico da cidade, de todas aquelas lendas e do fascínio que muitos têm pelos cemitérios da cidade. Até eu, que tenho pavor de cemitérios, morro de vontade de conhecer os de lá, no pun intended.

Mas sério, o clima que foi criado para o episódio foi muito bom. O padrão da morte de Cornelius LaRue se repetindo em um distante parente foi o ponto chave para um bom desenvolvimento. Vou confessar que, se tratando do caso, eu não fiquei muito surpresa. Já estava suspeitando do parentesco dos Anderson com o famoso fantasma do LaRue passado e até de o marido da Edgar ser o assassino. O motivo por todo meu amor por esse episódio? Justamente o clima.


Aquela haunted house é incrível! Mas o melhor foi justamente a Gregorio morrendo de medo de tudo! Desde ela se assustando com o esqueleto na entrada, até ela presa na sala gritando por Sebastian, passando pelo fato de que ela não desgrudava do badass baby deixou tudo ainda melhor. Mas é sempre assim, os mais durões morrem de medo de fantasmas (viu, Nick Torres?)

E foi interessante também porque levantou aquela velha pergunta: fantasmas são reais ou não? E eu vou ter que concordar com a Tammy, apesar de, às vezes, tender muito para o lado da ciência, como Lund: muitas vezes coisas que não são possíveis de se provar a existência estão ali. E os fantasmas são uma dessas coisas. Mas foi bem divertido ver isso de alguns acreditando, outros não. Deu uma dinâmica interessante às discussões ao longo do episódio. Agora o Pride não me engana. Ele deve sim ter medo de algum espírito que ronda aquela cidade.


Eu sei que deveria ter começado a review agradecendo a King por ele ter mandado Lasalle e Percy darem um jeito no que quer se fosse que estivesse acontecendo com eles. Do jeito que ela falou ali, eu estava começando a acreditar que alguma coisa tinha realmente acontecido entre os dois, não só os quase da vida. Desde o começo da temporada já dava perceber o quão enciumada ela estava por causa do caso de Chris. Mas isso não é exclusividade dela.

A verdade é: não sei se foi a intenção dos escritores ou se eles erraram no meio do caminho, mas que os dois merecem felicidade, juntos ou não, isso eles merecem. Vai ser difícil voltarem a ser amigos depois dessa? Oh, e como. Mas faz parte, infelizmente. Só espero que, caso os dois fiquem juntos, eventualmente, os roteiristas não façam nenhuma gracinha. Mice for the win!

“With this indenture, I, Merchant Whitman Edgar, and I, Physician Cornelius LaRue pledge to found and uphold this business in mutual partnership. Shall it heal the city for generations to come.”
Reações:

Sobre o Autor

Postar um comentário Blogger

 
Top