Comentários
Lilian Zin Lilian Zin Author
Title: [REVIEW] NCIS - S15E01: HOUSE DIVIDED [SEASON PREMIERE]
Author: Lilian Zin
Rating 5 of 5 Des:
  “Welcome home.” – Eleanor Raye Bishop NCIS é aquela série que não importa quanto tempo passe, eu sempre vou querer mais. E é també...
 “Welcome home.” – Eleanor Raye Bishop

NCIS é aquela série que não importa quanto tempo passe, eu sempre vou querer mais. E é também a única que consegue me fazer chorar igual a uma criança. E sim, eu parei para pensar em todas as outras séries que assisto antes de fazer essa afirmação e nenhuma nunca teve o mesmo efeito em mim que NCIS tem. O ponto mais importante aqui é: quando uma série que já tem 15 anos consegue entregar um episódio como House Divided, merece todo o crédito possível.  E eu não sei por onde começar.

Se eu fiquei esperando por esse episódio desde que vi Rendezvous (S14E24)? Claro. Se eu gostei da conclusão do cliffhanger? Sem dúvidas. Já tinha visto uma foto do Gibbs e do McGee há um tempo e eu não poderia ter ficado mais curiosa para saber o que ia acontecer. Parando e pensando agora, tudo o que aconteceu no episódio, cada cena de cada personagem foi de extrema importância para deixar a volta de McGibbs o mais impactante possível. Incluindo a trilha sonora. Mas vamos aos poucos.


O episódio foi praticamente todo baseado no Paraguai, onde os dois estavam sendo mantidos reféns. Eu fiquei bem nervosa vendo o Gibbs ser torturado, para ser honesta. E mais ainda por ver o McGee sofrendo vendo o chefe naquela situação. Aquele El Jefe com aquela pergunta de “quando é seu aniversário” já estava era me irritando. E o outro cara de jaleco mais ainda. Ainda bem que cada um teve o que merecia, principalmente o Jefe.

Mas o que foi bom mesmo de ver foi toda a interação Gibbs/McGee, até mesmo a briga encenada. Em dois meses presos juntos, o Gibbs deve ter aprendido a tolerar as reclamações do Tim, que não são poucas. E agora, mais do que nunca, um vai precisar do outro, já que ninguém vai entender o que foi ter ficado esse tempo sendo torturado e agora voltar, como se nada tivesse acontecido. Eu só espero que os escritores saibam desenvolver isso muito bem, porque os dois merecem uma ótima história vinda dessa situação toda.

Agora quem me encheu de orgulho nesse episódio foi a Bish. Acho que esse episódio foi um tapa na cara daqueles insuportáveis que, quatro anos depois da Ziva ter saído, ainda ficam reclamando e falando que ela é melhor que a Ellie. Ela manteve a equipe unida, trabalhando no caso mesmo quando o DOD falou que não era para eles procurarem mais pelos dois. Já disse antes e continuarei dizendo sempre: a Bishop foi a melhor adição que eles poderiam ter feito há um bom tempo. Antes dela, tinha sido o McGee.


Das três séries que eu vi hoje, só NCIS soube aproveitar todos os personagens de forma mais ou menos igualitária. Tenho que começar falando de Nick por óbvios motivos. Não só adorei ele ter apontado a arma para o piloto, mas também não se importando com as autoridades e falando poucas e boas na audiência. Aliás, sou extremamente a favor de mais audiências assim, porque esse homem de terno foi tudo o que eu precisava e não sabia. E, ao que tudo indica, ele e Reeves estão bem de boa um com o outro. Clayton este que, aparentemente, tem até um caso agora. Espero que isso seja desenvolvido mais para frente, porque fiquei realmente curiosa.

Abby rainha da vida toda continua plena e maravilhosa, como sempre. Se não fosse por ela, com uma ajudinha da Delilah, a equipe não teria chegado nem na metade do caminho para encontrar Gibbs. Ducky e Jimmy tiveram poucas cenas, o segundo teve um pouquinho mais de destaque, indo até a audiência para avisar ao diretor sobre o caso estar ligado à Gibbs e McGee, mas mesmo assim as cenas foram boas o suficiente. E Leon, que está merecendo um episódio bom com uma história decente sobre ele, continua mostrando que vê as ordens que recebe e ri na cada de quem as dá. Senti falta foi da Quinn, que, infelizmente, não volta mais. Uma pena, porque era uma personagem ótima e que daria muitas histórias boas. Tirando isso, estou bem ansiosa por essa 15ª temporada.

P.S.: Amei Abby ter sido a pessoa a abrir a porta da casa do McGee. Acho que todo mundo precisava daquela cena. Só perdeu para Gibbs no escritório, que acabou comigo, por sinal.

“I have a life that I'd like to get back to. Job, friends, a wife who's four months' pregnant, maybe five, I'm not sure-- I don't know. I know that there's a baby class, but I missed that. Do you know how to change a diaper? 'Cause I don't. I also don't know how much longer I can go on eating chicken scraps and beans. The one thing I do know is I sure as hell am not helping you.” – Timothy Farragut McGee
Reações:

Sobre o Autor

Postar um comentário Blogger

 
Top