Comentários
Jéssica Ohara Jéssica Ohara Author
Title: [REVIEW] EVERYTHING SUCKS - 1ª TEMPORADA
Author: Jéssica Ohara
Rating 5 of 5 Des:
Independente da época, ser adolescente é bem bosta. Você está começando a descobrir os seus sentimentos, sua sexualidade e, o pior, s...


Independente da época, ser adolescente é bem bosta. Você está começando a descobrir os seus sentimentos, sua sexualidade e, o pior, seus amigos estão na mesma que vocês e não podem te ajudar, e seus pais parecem que já passaram por isso há tanto tempo que simplesmente esqueceram como é. Ou seja, bem bosta mesmo.


Luke está nessa fase e acabou de entrar no ensino médio junto com seus melhores amigos, Tyler e McQuaid. Eles logo tentam encontrar um ambiente para se encaixarem e é aí que surge o AV Club. Lá temos Leslie, uma religiosa mais ou menos fervorosa e Kate, a filha do diretor que praticamente não tem amigos. Implicando com ela, mas do Clube do Teatro, está Emaline, dramática até não poder mais que namora o Oliver que tem um ego mais alto que o Himalaia.


Bem no começo, Luke cai de amores por Kate, só que também no início já vamos vendo que a menina está começando a entender e aceitar que é lésbica. Fórmula pra não dar certo. Luke é um fofo, simpático e criativo, que também enfrenta os próprios problemas como o abandono paterno.


Ao longo dos episódios há uma grande oscilação emocional no menino e ele coloca a Kate (e é colocado por ela) contra a parede algumas vezes, umas de forma justa, mas boa parte injustas. Vi algumas críticas quando ao comportamento dele, mas por mais irritante que foi, principalmente no oitavo e nono episódio, não podemos esquecer que ele também é um adolescente e também está aprendendo com a vida, a cena que o pai não o reconheceu cortou o meu coração.


Kate é um amor e devemos protegê-la com o nosso coração. A mãe dela morreu e um dos momentos mais dolorosos da série é quando ela conta como foi. Durante a primeira temporada ela deixa de ser a menina que é espezinhada e se sente solitária para ter amigos e fazer a sua voz ser ouvida. O melhor exemplo de desenvolvimento de uma personagem, e Deus, como eu estou torcendo por ela.


A única coisa que me preocupa é a relação dela com a Emaline. Essa menina era o demônio, mas aos poucos fui aprendendo a gostar dela e ver o quão insegura e sozinha ela era também, mas são essas mesmas razões que me fazem ficar com medo. 



A menina sempre copiou o Oliver para que ele a notasse e quando ela começou a usar roupas parecidas com as da Kate (e até o piercing) comecei a me perguntar se essa também era outra forma de chamar a atenção, de ter alguém para amá-la. A próxima temporada deve explorar esse aspecto, já estou ansiosa e preparando os lenços. 


Agora um momento de verdade: Alguém dê atenção ao Tyler, por favor? Os amigos dele parecem não perceber a situação do menino, nem as suas dificuldades, nem sua necessidade de uma força. Acho que por isso que ele e o Oliver se deram tão bem, parece que foi a primeira vez que alguém realmente olhou pra ele. E vocês viram quando o Oliver deixou as coisas na casa dele? Como era o lugar? Acho que isso também podia ser mais aprofundado.



O McQuaid gargalhando fez o meu dia.  Não sei como ele vai lidar com a situação de ter visto o beijo da Kate e da Emaline.  Espero que não faça merda. Gosto muito do personagem e acho que ele ainda vai se desenvolver bastante na série.


Por fim, um salve para o casal mais legal dessa porra toda: Sherry e Ken. Os dois são tão perfeitos juntos que fazem casalzão da porra ser uma expressão pequena demais para descrevê-los. Eu achei uma coisa fofíssima o Ken se declarando pra ela no telefone, mas, sejamos franco, o Ken é o sinônimo de ursão. Quero ver a reação dele ao saber da Kate e tendo que lidar com o ex-marido da Sherry. Embuste que veio acabar com a minha felicidade.


Termino essa review com a minha imagem favorita: Kate e Luke rindo um para o outro. Essa série não é sobre amor romântico, essa série é sobre amizade, sobre lágrimas e sobre confiar um no outro. Everything sucks menos Everything sucks.
E claro, fechar mesmo só com wonderwall

Reações:

Sobre o Autor

Postar um comentário Blogger

 
Top