Comentários
Lilian Zin Lilian Zin Author
Title: [REVIEW] NCIS: NEW ORLEANS - S04E14: A NEW DAWN
Author: Lilian Zin
Rating 5 of 5 Des:
 “To a new dawn.” – Dwayne Cassius Pride Finalmente eu fui atendida! Mesmo com bastante Pride, A New Dawn foi praticamente todo de L...
 “To a new dawn.” – Dwayne Cassius Pride

Finalmente eu fui atendida! Mesmo com bastante Pride, A New Dawn foi praticamente todo de Loretta e ela mostrou facilmente que é a melhor personagem feminina dessa série e como todo mundo deveria aprender milhares de lições de vida com ela. E com a Zahra também, porque ela sim é a prefeita que aquela cidade merece.

Eu amo que, sempre que o caso precisa de um conselho de mãe ou alguém para acalmar os ânimos da nação, Doc Wade é chamada. Sério, esses episódios geralmente trazem uma carga emocional muito grande e acabam por abordar temas que ficariam fora de contexto em outros casos. É muito bom ver as séries americanas abordando a questão de refugiados e como as pessoas tendem a ser preconceituosas com eles. Na verdade, esse episódio teve umas críticas sociais fodas, ainda mais mencionando que Zahra podia receber uma ajudinha de hackers russos para vencer a eleição. Todo mundo viu o que foi feito aqui, haha.


Loretta é realmente uma mãezona. Além de cumprir com suas obrigações de legista, ainda continuou trabalhando incansavelmente na campanha da eleição e nem piscou quando King pediu para que ela ajudasse Noora. Eu tenho quase certeza que ela vai acabar ganhando um cargo na administração de Zahra, principalmente algum ligado a questão dos refugiados. A verdade é que ela merece tudo de melhor e muitos outros episódios focados nela.

Quanto ao núcleo King da historia: tudo continua normal. Ele ainda esta um amor, agindo by the books e sendo ameaçado por pessoas que são praticamente clones da personalidade de Hamilton. Eu já imaginava que o culpado pela história toda seria alguém ligado ao outro candidato, um Hamilton em formação, então não fiquei tão surpresa quando foi revelado quem era o verdadeiro filho da mãe. Nisso os roteiristas estão precisando trabalhar um pouco.


Eu adoro episódios na época do Mardi Gras, apesar de que a festa praticamente serve como uma desculpa muito esfarrapada para cometer assassinatos e ser bem difícil de alguém descobrir porque o assassino esta usando mascara. Depois daquela coisa maravilhosa que foi Le Carnivale de La Mort (S01E15), eu sinto falta de alguma coisa que tenha bem mais a ver com isso. Eu quero Chris falando sobre beads, algum comentário sobre a krewe dos Chewbacca de Sebastian e Patton e todo mundo na Bourbon Street.

Falando no badass baby, eu amo quando ele fica no laboratório. Me lembrou dos velhos tempos e eu realmente sinto falta disso. Toda a curiosidade da equipe por conta do sumiço de Percy foi bem estranha, principalmente porque ninguém nunca fez isso. Só achei uma coincidência incrível ela precisar de pensar logo depois que a advogada chata de Chris apareceu. Bem feito, não quis enquanto teve a oportunidade. Ou foi isso ou ela realmente esta pensando em deixar a agência. Mas acho que isso só vai acontecer lá pelo fim da temporada.

“Ah, I hate guns, violence. Partly, I suppose, because I see too much of it every day. I'm a doctor. Coroner. I don't want to see your son ending up on one of my tables. And believe it or not, nor do the agents. And that's why they called me.” – Loretta Wade
Reações:

Sobre o Autor

Postar um comentário Blogger

 
Top