Comentários
Lilian Zin Lilian Zin Author
Title: [REVIEW] S.W.A.T. - S01E12: CONTAMINATION
Author: Lilian Zin
Rating 5 of 5 Des:
 “Zero little piggies.” – Christina ‘Chris’ Alonso Essa uma semana sem S.W.A.T. me fez perceber como a série conseguiu me conquistar...
 “Zero little piggies.” – Christina ‘Chris’ Alonso

Essa uma semana sem S.W.A.T. me fez perceber como a série conseguiu me conquistar facilmente. Confesso que não fiquei tão empolgada de início com Contamination, mas a ideia de envenenar uma grande quantidade de pessoas utilizando cianeto é algo realmente preocupante, o que me fez focar rapidamente no episódio. Principalmente porque toda a situação inicial do episódio deixou a Chris mal, então eu queria poder falar que quero enrolar ela ainda mais no cobertor e proteger do universo.

Isso de as pessoas irem contra o governo de forma extrema é muito comum nos EUA. Muitos serial killers de lá seguem essa linha de pensamento, então não vou falar que fiquei impressionada com toda a resistência que eles tinham com a polícia. Outra coisa que também não me surpreendeu foi toda a questão do cianeto, porque se eles tinham a substância líquida, era quase óbvio que eles iriam colocar na água. Mas fora isso, eu adorei o restante do episódio.


Desde o início eu sempre gostei muito da Chris. Por ser a única mulher na S.W.A.T., ela teve que ser bem mais durona do que o normal. Ver que ela teve o apoio de Donna, além de ter apoiado a mesma, durante o treinamento me fez ver o quão incrível ela é. A Lina Esco é uma atriz excelente, porque dava para ver claramente toda a emoção, o medo de perder a amiga, tudo isso em poucas expressões faciais. Quando eu falo que quero proteger ela de todo o mal, é porque ela só merece coisas boas e nada além disso.

Mas eu gostei ainda mais foi da cena entre ela e Street, em que ela fala para ele endereçar a carta para ela. Eu sei que ela mesma já falou que não tinha a menor chance de ela sair com ele, principalmente porque ela não namora policiais, mas algo me diz que eventualmente os dois vão acabar ficando juntos. Tudo naquela cena foi muito fofo e eu não poderia ter ficado mais feliz. Eu também gostei muito dessa história toda da carta que cada um deles guarda no armário e ainda mais da carta que Annie colocou no armário de Deac. Se os dois não são relationship goals, eu não sei mais o que isso significa.


Eu sempre fiquei um pouco receosa com o Comissário. Eu sei que ele quis ajudar Jess com as reformas no departamento, mas a partir do momento que ele falou que ia enviar a proposta só com o nome dele, já quis soltar um “eu sabia” bem grande. Não sei se foi só uma estratégia para ver se ela seria capaz de vender a proposta para a polícia, mas que fiquei ainda mais desconfiada, isso com toda certeza aconteceu. Não sei se é porque o personagem de Peter Facinelli em Supergirl foi um filho da mãe, mas não consigo acreditar nele ainda.

Agora que Hicks não ia gostar nem um pouco disso tudo, isso era bem óbvio. Não só por Jess ter passado por cima dele, mas porque no fundo ele sabe que essas mudanças vão acabar chegando nele. Eu sou extremamente grata por ele ter levado Annie para o hospital e ficado lá até depois que a equipe chegou, mas nada me convence de que ele tem alguma culpa bem grande no cartório, principalmente depois de ter promovido o Hondo só para diminuir a tensão no confronto polícia x vizinhança, o que acaba por ser bem irônico já que as medidas que a Jess quer implementar são justamente para que isso aconteça.

P.S.: Hondo falando que apoia a Jess foi uma das melhores coisas que poderiam ter acontecido. Mesmo;
P.S.2: Luca e Tan supersticiosos são puro amor, haha <3.

“We can either spend the next couple of decades reacting to crimes, or we can be proactive in preventing them from happening in the first place. Right now, the community believes the deck is stacked. It's nearly impossible to charge, let alone convict, an officer for anything. The few bad cops there are have no reason to change, making the rest of us look bad. When we have real accountability, then the community will actually believe us when we tell them something couldn't be avoided. When they see more of us in their churches, their schools, their neighborhoods, their businesses for something besides picking up dead bodies and arresting their sons, they'll know we keep our word.” – Jessica Cortez
Reações:

Sobre o Autor

Postar um comentário Blogger

 
Top