Comentários
Jéssica Ohara Jéssica Ohara Author
Title: LER, LEMBRAR E OUVIR: O CARNAVAL, OS LIVROS E AS MÚSICAS
Author: Jéssica Ohara
Rating 5 of 5 Des:
Fevereiro veio voando, deixando tudo meio embolado no caminho, inclusive a coluna que atrasou. Todas as coisas que não conseguimos resol...

Fevereiro veio voando, deixando tudo meio embolado no caminho, inclusive a coluna que atrasou. Todas as coisas que não conseguimos resolver em janeiro continuam não resolvidas, mas a leituras estão tinindo. Nesse mês, lemos na maior parte ficção e um auto-ajuda, mas é um ledo engano achar que conseguimos relaxar dessa forma, só foi tiro, porrada e bomba. E aqui vão as músicas para relembrar esses momentos:

A Yngrid trouxe uma história forte que fala sobre a busca da mulher pela liberdade, uma luta que permeia gerações e ainda hoje não foi ganha. Para A Pérola que rompeu a concha eu escolhi duas músicas que falam forte, a primeira é Female Energy - Willow Smith que tem um ar quase transcendente que nos faz sair dessa realidade de horror e injustiça, a segunda é Faryad e Zan- 143Band Music(Paradise&Diverse) que tem a voz e letra maravilhosa da primeira rapper afegã.

Alternando para um momento mais amor, mas não menos interessante, temos Como se casar com um marquês que a Dessa resenhou. Julia Quinn é a rainha dos romances e todo o livro dela para que tem a combinação perfeita de humor e aventuras, por isso escolhi Riptide-MisterWives com um ritmo gostoso que vai te envolvendo da mesma forma que os livros da Quinn.

A Michelle fez uma análise dupla, tanto da série como do livro Big Little Lies/ Pequenas Grandes Mentiras. Mais uma vez histórias que abordam a violência contra a mulher que por mais que sejam dolorosas de ler são necessárias e nos dão esperança que finalmente estão falando sobre isso. Também achei que essa resenha merecia duas músicas, escolhi uma de outra série(The Handmaid's Tale) que desde que eu ouvi ainda mexe bastante comigo You don't own me - Leslie Gore, a letra é incrível que fala tudo o que gente quer gritar para o mundo. Try-Pink foi a minha segunda escolha por passar a mensagem de enfrentar e ser forte mesmo quando dói.

Eu já sou fã da Sarah Andersen(que você pode encontrar aqui e aqui) já faz um tempinho e adorei os livros lançados no Brasil. Ninguém Vira Adulto de Verdade , que a Polly resenhou, é um retrato muito bom na vida do jovem médio que está chegando nessa nova era da informação completamente perdido. O que combina bastante com uma das minha bandas amorzinho favorita, a escolha foi Ai, ai, como eu me iludo - O Terno.

Fechando o ciclo de mistério iniciado com A Sombra do Vento, mais uma vez mergulhamos nos Cemitério dos Livros Esquecido através de O Labirinto dos Espíritos, livro escolhido pela Ayla esse mês. Durante a leitura dos primeiros livros(e de uma espécie de spin off que é Marina) me seguia a sensação de que algo se escondia nas sombras sempre a espreita e, agora com o livro final, tudo se revelaria. Com isso em mente, Erupting Light - Hildur Gudnadottir é a batida perfeita.

Esquilos de Pavlov foi uma leitura que me tocou bastante de forma inesperada, que reacendeu minha paixão por exposições e obras de arte. Mesmo que a história beire a melancolia ela me trouxe um sentimento bom, parecido com o que eu tenho em relação a música Casa-Baleia.

Para fechar a coluna, um extra: a Dessa fez um especial da experiência dela com o Turista Literário. Ter um livro novo pensado com carinho é sempre bom e para essa aventura nada melhor do que Assuntos Bons - Dônica.

Esse foi o Ler, lembrar e ouvir do mês, pessoal! Vocês nos encontram aqui, aqui e aqui. Não se esqueçam que a gente tem uma lista(finalmente pronta!!!) no Spotify. Até a próxima!!

Reações:

Sobre o Autor

Postar um comentário Blogger

 
Top