Comentários
Lilian Zin Lilian Zin Author
Title: [REVIEW] NCIS - S15E18: DEATH FROM ABOVE
Author: Lilian Zin
Rating 5 of 5 Des:
 “This is our house.” – Leroy Jethro Gibbs É incrível como  NCIS  ainda consegue, depois de 15 anos, me deixar à beira de um colapso,...
 “This is our house.” – Leroy Jethro Gibbs

É incrível como NCIS ainda consegue, depois de 15 anos, me deixar à beira de um colapso, querendo descobrir logo o que vem em seguida e o torcendo para que nada de errado acontecesse. Não sei se fui a única, mas esse episódio me deixou bem surpresa por alguns motivos que tornaram a situação toda ainda mais interessante.

Primeiramente: toda vez que alguém entra no NCIS e vai para a autópsia, eu só consigo lembrar do Ari em Bête Noire (S01E16), um dos meus episódios favoritos. Ou seja, foi inevitável ficar fazendo comparações enquanto assistia. Claro que os motivos eram diferentes, mas, ainda assim, o episódio por si só foi um presente muito bem vindo. Achei que esse ficaria como o 350, mas estou feliz.


Já tem muito tempo que eu queria algum caso no prédio, mas envolvendo partes que ninguém nunca tinha ido. Quem teria ficado feliz em explorar o teto teria sido DiNozzo, fazendo milhares de referências e gracinhas no meio da situação toda. Mas Nick cobriu isso. Desde o bombardeio no Navy Yard no final da 9ª temporada eu já venho prevendo que, novamente, alguém iria querer atacar a agência, principalmente na conjuntura em que vivemos hoje em dia. O bom foi que, de um motivo bem clichê, os roteiristas souberam desenvolver muito bem a história e deixar tudo interessante.

Finalmente aquele taco do Gibbs serviu para alguma coisa além de simplesmente ficar parado na mesa dele ou então ele ficar segurando sem fazer nada. Aliás, Jethro foi bem cuidadoso e calculista em tudo o que fez nesse episódio. Na verdade, ele sempre foi, mas agora fica claro que ele para um pouco, analisa a situação e só então age. Toda aquela cena em que a copiadora começou a fazer barulho, o telefone a tocar e só depois ele aparece e dá uma na cabeça do cara foi excelente. Meu amor por ele só aumenta, e eu nem sei como.

Eleanor Raye Bishop: a personificação da culpa

Agora a maior surpresa que eu poderia ter tido: Senior! Eu estava achando bem estranha a demora dele em aparecer, mas não poderia ter ficado mais feliz. É claro que, como sempre, alguém iria cortar ele quando ele estava tentando falar alguma coisa e ele queria contar que o último amor de sua vida largou ele, mas, mesmo assim, é o Papai DiNozzo e ele é maravilhoso sempre que aparece. Ainda mais quando ele pode representar Ducky para salvar Abby. Aí sim os roteiristas acertaram em cheio. Eu realmente acho que ele deveria aparecer mais. Todo mundo fica mais feliz com Robert Wagner por perto, é incrível.

Outro ponto que foi muito certeiro foram as “equipes” um pouco inusitadas que trabalharam juntos. Antes de mais nada, Senior e Nick. Em alguns momentos, a personalidade de Nick se assemelha muito à de Junior, então vendo os dois trabalhando juntos foi excelente. Kudos por Torres ter chamado Senior de “Tony”. Aí temos McGee, Vance e Jack, que já estava louca para sair do MTAC. Eu fiquei com pena dela, mas não consegui segurar o riso enquanto ela estava interrogando Leslie. Sério, eu amo ela. Mas a melhor equipe foi, sem sombra de dúvidas, Ellie e Jimmy, ou então, a equipe “destruição em massa”. Sério, o alívio cômico do episódio foi justamente a destruição quase que total do laboratório de Abby. Queria muito que ela descobrisse o que os dois fizeram, mas, como eles morrem de medo, preferiram mentir. Not nice guys.

Fiquei morrendo de pena do mozão Reeves. Eu amo ele e ainda achava que ele deveria ter ficado lá dentro quebrando a cara de todo mundo. Mas o sorriso que ele deu quando Abby acordou valeu pelo episódio inteiro. Coisa mais linda <3. Ducky apareceu rapidinho, deixou o livro e voltou para NY. Quero ver ainda como essa história do livro vai se desenrolar.

P.S.: Eu sabia que aquele “cantinho” era do Gibbs. Sem sombra de dúvidas;
P.S.2: Torres, acorda. Todo mundo sabe que você tem um tombo pela Bishop;
P.S.3: Episódio dirigido pelo Rocky Carroll é só amor <3.

“I got it. Disgruntled employee. Am I right? Poor you. Clearly, we didn't give you what you were looking for. Attention? Money? Money! Sitting for six years at the same government computer earning the same government paycheck. So when somebody knocks on your door and offers you 20 grand to put a name on a list, you jump! Am I close?” – Jacqueline Sloane
Reações:

Sobre o Autor

Postar um comentário Blogger

 
Top