Comentários
Leandro Cardoso da Cruz Leandro Cardoso da Cruz Author
Title: DEADPOOL 2: ACABOU O EFEITO SURPRESA?
Author: Leandro Cardoso da Cruz
Rating 5 of 5 Des:
Quando Deadpool estreou em 11 de fevereiro de 2016, ele foi diferente. Engraçado, sangrento, contido. Não era um filme de super-heróis ...

Quando Deadpool estreou em 11 de fevereiro de 2016, ele foi diferente. Engraçado, sangrento, contido. Não era um filme de super-heróis comum. Era um cara que se ferrou um monte e só queria punir o vilão e recuperar sua garota. Ah sim, ele falava com a câmera e fazia referencias e piadas o tempo todo. Foi um sucesso!

Isso evidentemente criou uma expectativa gigante na sequência do Mercenário Tagarela. Esperávamos ainda mais, tudo elevado à 10ª potencia, fazendo que todos saíssemos do cinema sem ar de tanto rir. Bem, não foi exatamente por aí...

Nesses tempos difíceis de internet tenho de me adiantar e dizer: não achei o filme ruim. É bom explicar antes, já que depois de minhas opiniões o massacre virá da mesma forma. Deadpool 2 tem seus méritos, dei boas risadas e adorei as referências. Mas ficou aquele gosto amargo. Algo não funcionou. E não sei exatamente o que é.

O filme resolveu se aprofundar em um lado do personagem que não imaginei ver no cinema. A sua depressão. Deadpool, por trás das piadas e do falatório é um cara muito triste. Tudo o que ele quer é morrer, mas devido à uma maldição (nos quadrinhos) ele não consegue. Mas não era esse personagem que conhecemos no primeiro filme, daí o choque.

Esse com certeza não foi o ponto fraco, pelo contrário. Rendeu algumas risadas, enquanto assistíamos uma complexidade que não parecia existir no personagem dos cinemas. Talvez minha única crítica é que esse momento se estendeu tanto, que começou a tornar o filme cansativo, apenas.

A inserção de Cable foi ótima e bem simples. Ele perdeu a família por culpa de um mutante assassino. Ele volta no tempo pra matar ele antes que isso aconteça. Como o próprio Deadpool diz, roteiro preguiçoso. Mas a interação dos dois foi ótima, do começo ao fim. Era o que queríamos desde que o Mercenário foi introduzido nos cinemas.

O roteiro em si tem seu valor. Toda a introdução da X-Force e eventuais surpresas com ela (não entrarei em spoilers) foi bem divertida. O próprio surgimento de um personagem em especial, me criou a mesma reação que Deadpool tem em vê-lo.

De minha parte, a melhor personagem do filme é Dominó. Com seu poder de sorte (nada cinematográfico Deadpool, sério?) Ela rouba a cena em pelo menos dois momentos do filme. Espero mesmo que saibam usá-la no filme da X-Force. Detalhe especial para o uniforme sujo de cinza do protagonista que remete ao futuro filme também!

Mas como um todo, falta algo. A quebra da 4ª parede me pareceu menos divertida. As piadas, apesar de em sua grande parte boas, não são tão boas assim. Parece que sempre falta algo. Talvez apenas o efeito surpresa tenha acabado.
Reações:

Sobre o Autor

Postar um comentário Blogger

 
Top