Comentários
Ayla Aguiar Ayla Aguiar Author
Title: O DUETO SOMBRIO: OS MONSTROS ÀS VEZES VENCEM?
Author: Ayla Aguiar
Rating 5 of 5 Des:
Kate Harker não tem medo do escuro. Ela é uma caçadora de monstros – e muito boa nisso. August Flynn é um monstro que tinha med...

Kate Harker não tem medo do escuro. Ela é uma caçadora de monstros – e muito boa nisso. August Flynn é um monstro que tinha medo de nunca se tornar humano, mas agora sabe que não pode escapar do seu destino. Como um sunai, ele tem uma missão – e vai cumprir seu papel, não importa as consequências.

Quase seis meses depois de Kate e August se conhecerem, a guerra entre monstros e humanos saiu do controle. Em Veracidade, August transformou-se no líder que nunca quis ser, e em Prosperidade, Kate se tornou uma assassina de monstros implacável. Quando uma nova criatura surge – que força suas vitimas a cometerem atos violentos -, Kate precisa voltar para a antiga casa, e lá encontra um cenário pior do esperava. Agora, ela vai ter que encarar um monstro que acreditava estar morto, um garoto que costumava conhecer muito bem, e o demônio que vive dentro de si mesma. 

Uma história cheia de metáforas sobre a realidade, o segundo livro vem bem mais pesado, com a guerra, o August em um conflito ainda maior até ser posto contra a parede. E a Kate do outro lado, se tornando uma caçadora de monstros, através dos Guardiões em Prosperidade.

Depois de 6 meses, muita coisa mudou, e você não é o mesmo, situações te marcam profundamente, deixando feridas profundas e pecados. E foi o que aconteceu com a Kate e o August. O segundo livro, e finalização da dualogia, vem para mostrar como isso interferiu na vida dos dois, como Veracidade agora se encontra, e mais pontos de vistas. Já que agora temos a Alice, o monstro criado através da marca vindo da Kate no primeiro livro, e o Sloan para apreciar.

Nesse novo livro também tem um monstro novo, que se aproveita dos sentimentos ruins das pessoas, elevando ao máximo os mesmos, se alimentando disso, para causar mortes em massa. E como a Kate se tornou uma caçadora exímia em Prosperidade, ela acaba indo atrás desse monstro, e isso acaba em desastre completo.

Já em Veracidade, outra situação marca tão profundamente o August, que ele simplesmente se entrega ao monstro que ele sempre disse que nunca era. O garoto que se marcava para não perder o controle, que se recusava a se alimentar, levando seu próprio organismo ao extremo, agora está se perdendo, deixando o Sunai liderar na FTF. E o pai dele não consegue mais lidar com isso, nem a irmã do mesmo.

Esse livro nos coloca em situações maravilhosas para pensar, para analisar em si mesmo e sobre a sociedade, e essas guerras desenfreadas. Imaginem só, se dessas ações sangrentas como assassinatos, ou genocídios saíssem monstros que podem lhe caçar? Esses mesmos monstros que sabem que você cometeu um pecado por que sua alma está vermelha? E que simplesmente desistiu de tentar ser humano, que não liga mais para esses sentimentos, ainda que os proteja. O August perdeu de uma forma tão arrebatadora, que ainda que eu só queira bater nele, não julgo. Eu só sei que ele está totalmente errado em fazer o que ele está fazendo, digo, do jeito que ele está fazendo, se entregando totalmente as trevas, como o irmão dele mais velho.

Falando nos humanos: são também abordadas muito bem as fraquezas em um mundo fragmentado por monstros, e dividido por governos que tentam fingir a todo custo que não existem (como em Prosperidade, já que eram “poucos e não problemas nosso”, fazendo os Guardiões hackers rebeldes mostrando que o governo estava errado), em cidades totalmente divididas e entregues ao medo e desespero de uma guerra onde de um lado você tem a segurança ainda frágil da FTF, e do outro os humanos estão entregues ao inferno. 

Já a Kate, ela já tinha um conflito, mas não iria voltar. Ela foi obrigada por circunstancias aterrorizantes, foi jogada numa guerra, de volta a um monstro que ela não suportava com quem tinha severos problemas, e voltou para um garoto ao qual ela não mais reconhece, e que ela também se reconhecia: um monstro que queria ser humano, e um humano que queria ser um monstro.

Que dualogia, e que livro meus amigos. É uma finalização digna de, sei nem descrever a beleza. 



TÍTULO: O Dueto Sombrio 
AUTOR: Victoria Schawab
EDITORA: Seguinte
PÁGINAS: 448
ANO: 2018
ONDE COMPRAR: Amazon

Livro cedido pela editora para resenha.




Reações:

Sobre o Autor

Postar um comentário Blogger

 
Top