Comentários
Jéssica Ohara Jéssica Ohara Author
Title: O INCOLOR TSUKURU TAZAKI E SEUS ANOS DE PEREGRINAÇÃO: TRISTEZA SERENA
Author: Jéssica Ohara
Rating 5 of 5 Des:
Tsukuru Tazaki é um homem solitário, perseguido pelo passado. Na época da escola, morava com a família em Nagoya e tinha quatro a...







Tsukuru Tazaki é um homem solitário, perseguido pelo passado. Na época da escola, morava com a família em Nagoya e tinha quatro amigos inseparáveis. Agora, vive em Tóquio, onde trabalha no projeto e na construção de estações de trem e namora uma mulher dois anos mais velha. Mas não se esquece de um trauma sofrido dezesseis anos antes: inexplicavelmente, foi expulso do grupo de amigos, e nunca mais os viu. Agora, ele decide revisitar o passado e reencontrá-los, para saber um pouco mais de cada um — e de si mesmo. Sua jornada o levará a locais distantes, numa transformação espiritual na busca pela verdade.

O incolor Tsukuru Tazaki e seus anos de peregrinação é um livro emocionante sobre a busca de identidade. É uma história sobre pessoas perdidas, que lutam para lidar com o desconhecido e aceitá-lo de algum modo. Como cada um de nós.


Ás vezes um livro responde ao chamado do seu coração. O Incolor Tsukuru Tazaki e seus Anos de Peregrinação estava na minha estante desde o ano passado, não dei tanta bola para esse nome grande, mas meu amigo havia me emprestado antes mesmo de ter o prazer de lê-lo, resolvi que eu precisava ser uma pessoa melhor e finalmente começar a leitura. Valeu a pena cada dia de espera, o que eu precisava na minha vida encontrei nas páginas que contam a história de Tsukuru e nos levam para os profundos caminhos de sua mente.


"Como o personagem bíblico que foi engolido por uma enorme baleia e sobreviveu a barriga dela, Tsukuru caiu no estômago da morte e passou dias sem ver o tempo passar, dentro de um vazio escuro e estagnado."

Tsukuru Tazaki tinha uma vida apagada, quase invisível até conhecer seus melhores amigos: Branca, Azul, Vermelho e Preta. O grupo formou uma espécie de união até um acontecimento misterioso excluir para sempre Tsukuru do convívio de seus amigos. Nós nos deparamos com um Tsukuru adulto que através de flashbacks conta um pouco do seu passado ao mesmo tempo que tenta tornar o seu presente algo mais esperançoso.

"Mesmo agora ele revivia essa sensação por alguma razão. Afastar-se de sim mesmo. Observa a própria dor como se ela fosse de outra pessoa."

Os nomes peculiares dos amigos de infância é uma brincadeira com o significado dos mesmos em japonês, sendo todos cores e o de Tsukuru significando incolor. Eles acabam se tornando também traços das personalidades de cada um e dando um certo tipo de previsão de como será cada vida. A relação entre os personagens é muito bonita, é possível sentir uma conexão especial entre eles,  rara e bonita.

"Ele fechou os olhos e vagueou por um tempo nesse mundo da dor, como se deixasse flutuar o corpo na água. ainda é melhor sentir dor, ele procurou pensar. O pior é não sentir nem ao menos dor."

Quando Tsukuru tem que se separar de seus amigos, uma intensa dor invade o personagem e, a partir daí, muda a sua personalidade. Essas passagens são muito fortes, principalmente quando você já passou por uma depressão, sabe o que é conviver diariamente com um vazio que de tão grande pesa. Eu sofri muito com o Tsukuru como se ele estivesse do meu lado e eu pudesse ao ler sua história aliviar seu sofrimento.

"Não tem jeito, Tsukuru tentou se convencer. O que era vazio voltou a ser vazio, só isso. iria reclamar a quem? Todos vêm até Tsukuru, verificam quão vazio ele é e depois se vão, deixando para trás Tsukuru Tazaki vazio o ainda mais vazio, e sozinho. Era só isso."

Murakami construíu uma das mais belas narrativas que eu já li, com uma delicadeza e força que não chegam a ser contrastantes, mas complementares. Nós vemos o crescimento de um homem através da batalha contra as dores do passado, finalmente conseguindo entender o quanto do presente os velhos ressentimentos tiram a cor.

É uma história de amor também, na verdade, uma história de amar e deixar ser amado, é entrega em sua mais pura forma.
AUTOR(A): Haruki Murakami
PÁGINAS: 328
EDITORA: Alfaguara
LANÇAMENTO: 2014
ONDE COMPRAR: Aqui

Reações:

Sobre o Autor

Postar um comentário Blogger

 
Top