Comentários
Leandro Cardoso da Cruz Leandro Cardoso da Cruz Author
Title: O CAMINHO PARA JURASSIC WORLD 2: JURASSIC WORLD: MUNDO DOS DINOSSAUROS
Author: Leandro Cardoso da Cruz
Rating 5 of 5 Des:
Chegamos à última parte do nosso  Caminho  e se quiser acompanhar as postagens anteriores, é só clicar em  O Caminho para Jurassic Worl...

Chegamos à última parte do nosso Caminho e se quiser acompanhar as postagens anteriores, é só clicar em O Caminho para Jurassic World 2!

Em tempo, a conclusão da nossa jornada se dará na nossa análise do novo filme da franquia, que deve sair até o fim de semana, com isso, concluímos aqui com o primeiro filme de uma nova trilogia. Com o renascimento de uma saga depois de 14 anos!

Um filme que foi um sucesso de bilheteria e que dividiu a crítica, mas que na minha opinião, consegue atingir seus objetivos. É necessária alguma suspensão de descrença em diversas cenas, mas o filme apela para a nostalgia e abusa do CGI para nos entregar 2 horas de diversão.

Um dos critérios, nem um pouco técnico, que eu tenho, para saber se um filme consegue ao menos me entreter é o fato de eu não ver o tempo passar. Jurassic World consegue isso com louvor. Um pouco maravilhado pela nostalgia, mas também por sua história simples, nem vi o tempo passar todas as vezes que vi esse filme.

A história se baseia na abertura do parque. Não o mesmo, Jurassic Park é uma palavra proibida, pessoas morreram afinal. O Jurassic World é um sucesso e precisa continuar sendo. E é aí que mora o perigo. A ideia de construir um novo animal mesclando dinossauros diferentes e até animais comuns prevê problemas e parece que será o tom de toda essa nova trilogia.

E para isso temos um pequeno gancho com o Dr. Wu. Remanescente do primeiro filme, ele é o link com a InGen, a empresa que criou os dinos na primeira vez. E com o decorrer do filme percebemos que existem planos ainda maiores por trás da beleza do parque.

Acompanhar as atrações com os olhos das crianças torna tudo ainda mais simples e belo, servindo como contraste para quando seguimos os protagonistas Owen e Claire. A caça pelo novo dinossauro vai novamente se equilibrando entre inovação e nostalgia. Indominus Rex é mais inteligente que todos os "vilões" que os filmes já tiveram, mas o exército que o enfrenta consegue ser tão estúpido quando o de Mundo Perdido.

O filme vai escalonando o problema, destruindo o parte e criando reviravoltas sobre reviravoltas. O papel dos humanos é potencializado como ligações com os dinossauros que irão os ajudar no conflito. O que de certa forma deixa tudo mais divertido.

A ligação de Owen com Blue e os raptores cria um precedente que deve ser explorado à exaustão nos próximos filmes. Ao mesmo tempo temos a entrada triunfal do T-Rex e do Mosassauro que, apesar de previsível, seguem sendo empolgantes. 


O filme está longe de ser perfeito. Com olhos mais críticos podemos reclamar de várias coisas, como as maratonas de salto alto e o carro de 20 anos que funciona na mão de dois adolescentes. Até mesmo vilão caricato de Vicent D'Onofrio pode ser um ponto fraco. Mas sinceramente? Fiquei 14 anos com uma última lembrança de dinos que se resumia à Jurassic Park 3. Eu não quero Oscar, eu quero diversão, nostalgia e grandes lutas. E ganhei tudo isso.

Que venha Jurassic World 2!
Reações:

Sobre o Autor

Postar um comentário Blogger

 
Top