Comentários
Lilian Zin Lilian Zin Author
Title: HAMILTON: A REVOLUÇÃO - TEM UM MILHÃO DE COISAS QUE AINDA NÃO FIZ, MAS ESPERE SÓ
Author: Lilian Zin
Rating 5 of 5 Des:
O musical inovador Hamilton, de Lin-Manuel Miranda, vencedor do Prêmio Pulitzer de Drama, é tão revolucionário quanto seu assunto, a ...

O musical inovador Hamilton, de Lin-Manuel Miranda, vencedor do Prêmio Pulitzer de Drama, é tão revolucionário quanto seu assunto, a criança pobre do Caribe que lutou contra os Britânicos, defendeu a Constituição e ajudou a fundar os Estados Unidos. Misturando hip-hop, pop, R&B e as melhores tradições do teatro, esse show, considerado como “acontece apenas uma vez a cada geração”, amplia os sons da Broadway, revelando o poder de contar uma história usando rap e mostra as origens dos Estados Unidos para uma nova geração diversificada.

Hamilton: A Revolução dá aos leitores uma visão sem precedentes de ambas as revoluções, em que apenas dois escritores são capazes disso. Miranda e Jeremy McCarter, um crítico de cultura e artista de teatro, que estava envolvido com o projeto desde o começo – “desde antes disso ser um show”, de acordo com Miranda – traça o desenvolvimento desde uma apresentação improvável na Casa Branca até sua noite de abertura na Broadway seis anos depois. Para completar, Miranda escreveu mais de 100 notas de rodapé para seu libreto, engraçadas e reveladoras, cujo texto completo está publicado aqui.

O livro possui fotos feitas pelo renomado Frank Ockenfels e pelo fotógrafo veterano da Broadway Joan Markus; imagens exclusivas de cadernos e emails; entrevistas com Questlove, Stephen Sondheim, comentaristas políticos e mais de 40 pessoas envolvidas com a produção e múltiplas aparições do Presidente Obama. O livro faz mais do que contar a surpreendente história de como um musical da Broadway se tornou um fenômeno nacional: ele mostra que os Estados Unidos sempre foram renovados pelos homens e mulheres que não desperdiçaram suas chances.

Eu sei que meu lugar é nas reviews, mas não consegui me conter. Desde antes de ler esse livro, eu sabia que tinha que fazer essa resenha. Parecia quase uma obrigação moral, sabe? Enfim, lhes apresento Alexander Hamilton!


Fazia um bom tempo que estava precisando ler algum livro. Quando comprei esse, em Abril, já sabia que teria que esperar até as férias para poder ler. Foi bom, até porque eu tive mais tempo para poder ler tudo livremente. Só que demorei um pouquinho porque me distraía imaginando as vozes de cada um deles cantando as músicas. Eu sou uma pessoa que gosta muito de história e poder saber um pouco mais sobre a Independência dos EUA, que eu não estudei completamente na escola, foi uma das coisas que mais me chamou a atenção. A outra? Alexander Hamilton cantando rap.

Como qualquer biografia, ainda mais de alguém que participou da Independência dos EUA, já sabemos que a história começa no nascimento e termina com a morte do personagem. Mas Hamilton faz isso de forma diferente. Narra momentos da vida de Alex que muitas pessoas não têm muito acesso e dá um merecido destaque a sua esposa, Eliza. É impossível não se emocionar com as histórias que são contadas antes das músicas, de como toda a equipe tinha algo a acrescentar e como as vidas deles, em algum momento, se assemelhavam às vidas de seus personagens.
“Ron [Chernow, autor da biografia de Hamilton] te conta uma história e ele é a estrela da história. Eu te conto uma história e eu sou a estrela da história. A história é inteiramente criada pela pessoa que a conta” – Lin-Manuel Miranda
O livro, além de ser extremamente rico em detalhes, é uma coisa maravilhosa de se olhar. A capa é impecável, as folhas têm as beiradas levemente desgastadas, se assemelhando aos papeis da época. As notas de rodapé são o que a sinopse promete: engraçadas e reveladoras. Minha favorita é a primeira de “Best of Wives and Best of Women”, em que Lin descreve como sua esposa, Vanessa, foi essencial para que o musical se tornasse o que é hoje.


As fotos, tanto do elenco quanto de documentos históricos, como o infame Reynolds Pamphlet (sim, Hamilton escreveu um documento de 100 páginas afirmando que não tinha como ele ter cometido fraude pois estava ocupado traindo a esposa) e cartas para sua cunhada, Angelica, tornam tudo ainda mais lindo e não dá vontade de largar o livro, jamais. O material é extremamente bem feito, sem contar ainda com algumas participações de Obama, que foi um dos primeiros fãs do que poderia vir a ser o musical em 2009 e de essencial importância para os atores quando decidiu visita-los entre um ato e outro, elogiando principalmente Anthony Ramos, mas isso eu não vou falar tanto para não dar spoiler.

Eu me apaixonei facilmente tanto pelo musical quanto pelo livro, principalmente por ser algo inovador. Afinal de contas, ninguém imaginaria um dos pais fundadores fazendo batalhas de rap com um de seus inimigos, Thomas Jefferson. É definitivamente um dos melhores livros que li e recomendo muito para todos os fãs de história e, claro, fãs de musical. Ah, e eu garanto que lá pelo fim de “Who Lives, Who Dies, Who Tells Your Story”, você vai estar em lágrimas.
“A maior afinidade que Hamilton irá carregar em seu futuro não é uma mensagem específica, nem política ou de outro assunto: é uma profunda crença nas histórias e o poder que elas têm de mudar o mundo” – Barack Obama

AUTORES: Lin-Manuel Miranda e Jeremy McCarter
IDIOMA: Inglês
PÁGINAS: 288
EDITORA: Grand Central Publishing
LANÇAMENTO: 2016
ONDE COMPRAR: Aqui
Reações:

Sobre o Autor

Postar um comentário Blogger

 
Top