Comentários
Jéssica Ohara Jéssica Ohara Author
Title: O GIGANTE ENTERRADO: DA MEMÓRIA E OUTROS AMORES.
Author: Jéssica Ohara
Rating 5 of 5 Des:
Uma terra marcada por guerras recentes e amaldiçoada por uma misteriosa névoa do esquecimento. Uma população desnorteada diant...





Uma terra marcada por guerras recentes e amaldiçoada por uma misteriosa névoa do esquecimento. Uma população desnorteada diante de ameaças múltiplas. Um casal que parte numa jornada em busca do filho e no caminho terá seu amor posto à prova — será nosso sentimento forte o bastante quando já não há reminiscências da história que nos une? 
Épico arturiano, o primeiro romance de Kazuo Ishiguro em uma década envereda pela fantasia e se aproxima do universo de George R.R. Martin e Tolkien, comprovando a capacidade do autor de se reinventar a cada obra. Entre a aventura fantástica e o lirismo, O gigante enterrado fala de alguns dos temas mais caros à humanidade: o amor, a guerra e a memória.




Dessa vez o Kazuo Ishiguro foi longe demais.

É inevitável criar certas expectativas sobre o mais novo laureado com o Nobel. Afinal, é o Nobel, né?????? Quando li a sinopse de O Gigante Enterrado, imaginei diversos tipos de história, mas nada próximo do que foi realmente a leitura. Para quem, como eu, conhece o Ishiguro só do Não me Abandone Jamais vai se surpreender bastante com a mudança de tom do escritor. Moço, versatilidade é o teu nome.

Arthur se foi e a Bretanha está envolta em uma névoa de esquecimento. Em uma comunidade, vivendo em cavernas, temos Axl e Beatrice, um casal de anciãos que se amam profundamente, mas que vivem aflitos por sentirem que estão esquecendo de algo importante. Até que um dia, decidem fazer uma viagem para rever o filho que há muito tinha ido embora, eles nem lembram o porquê da partida. No meio do caminho, eles encontram outros viajantes que buscam coisas diferentes e que podem selar o destino de uma terra que já foi lendária, mas que hoje vive em uma paz causada mais por uma anestesia do que por uma real união.

O meu primeiro destaque vai para o jeito primoroso que a mitologia é trabalhada durante toda a história. Os personagens convivem com monstros, magias, antigos heróis, maldições e até mesmo dragões, sem estranheza, mesmo aqueles que converteram-se para o cristianismo não deixam de ver o que está diante dos seus olhos. Ishiguro trabalha com uma ideia muito mais sincrética e permeável do que eu estava acostumada, foi uma bela surpresa.

Mais importante do que o sobrenatural é a relação de Axl e Beatrice: dá vontade de dar tiro pro alto para comemorar tanto amor. Há uma ternura e delicadeza em cada gesto deles, os dois sofrem por não se lembrarem do passado e temem ainda mais que as lembranças façam com que o amor deles diminua. Ninguém sabe as causas do esquecimento, parece que uma maldição foi jogada naquela terra. Também não se sabe se tal ato foi feito para celebrar a paz ou enterrar um sangrento passado.

À primeira vista, parece uma história simples, mas os detalhes e nuances estão em todos os lugares e aos poucos é possível desvendar as metáforas. E, é nesse momento, meus amigos, que o nosso Ishiguro menino emo se apresenta por inteiro. Há uma melancolia que impregna o ar e um medo começa a se instaurar no coração do leitor, medo que nosso casal possa não ser feliz, medo do futuro daquele lugar, dos sacrifícios que serão feitos e, por fim, medo que o livro acabe. O Gigante Enterrado mostra que o passado pode ser muito doloroso, mas ele também é algo que só pertence a nós, insubstituível e ninguém, pelo motivo que for, pode tentar roubá-lo ou apagá-lo.

Esse livro foi cedido pela editora para resenha ❤❤❤

AUTOR(A): Kazuo Ishiguro
TRADUTOR(A): Sonia Moreira
PÁGINAS: 400
EDITORA: Companhia das Letras
LANÇAMENTO: 2015
ONDE COMPRAR: Aqui

Reações:

Sobre o Autor

Postar um comentário Blogger

 
Top