Comentários
Lilian Zin Lilian Zin Author
Title: [REVIEW] S.W.A.T. - S02E11: SCHOOL
Author: Lilian Zin
Rating 5 of 5 Des:
  “Today could’ve been really bad” – David ‘Deacon’ Kay S.W.A.T. sabe muito bem como voltar de um hiatus e, pelo segundo ano consec...
 “Today could’ve been really bad” – David ‘Deacon’ Kay

S.W.A.T. sabe muito bem como voltar de um hiatus e, pelo segundo ano consecutivo, apresentou um dos melhores episódios – se não o melhor – da série. E ele trouxe diversas emoções e sentimentos. É claro que eventualmente a série teria que tratar de um caso de tiroteio em escolas, já que é uma das coisas em que a S.W.A.T. é chamada, mas eu realmente não estava esperando isso tão cedo.

Eu ainda não sei como começar a falar sobre esse episódio. Uma boa parte dele eu passei chorando, porque foi tão bem escrito e mostrou uma coisa tão real que dá para se colocar no lugar dos estudantes e ficar com medo. Acredito que toda a situação mostrada ali seja uma daquelas que todo mundo tem medo, mesmo que ninguém fale sobre isso.


Ver como Hondo, Deacon, Luca, Chris e Hicks foram afetados em relação ao tiroteio fez toda diferença. Cada um encara a situação de um jeito diferente, até porque cada um viveu aquilo de uma forma. Além disso, os flashbacks foram ótimos e serviram muito para contrastar a situação de seis anos atrás e a atual. Como cada um se sentiu naquela época e como encararam o caso atual, tentando ao máximo evitar que o mesmo acontecesse. Eu geralmente tenho pavor de quando a série vai e volta várias vezes, tipo Arrow, mas nesse caso foi muito bem pensado.

Outra coisa que gostei também foi o fato de Street ter parado e pensado um pouco antes de começar com o “eu entendo o que você está passando” para o Luca, porque, honestamente, aquele não era o momento para isso. Eu sei que os dois são colegas de casa e que Jim já viu um monte de coisa horrível, como o próprio disse, mas ainda assim são duas situações completamente diferentes. Ele ter reconhecido e ter falado isso com Dom no final do episódio foi ótimo.


Da forma como o episódio foi seguindo, eu achei que Chris não havia participado do caso na época. Eu realmente fiquei surpresa com toda a situação do Champ e de como ela é reconhecida até hoje pelo que fez. O fato de Hondo ter certo receio em relação à mãe do atirador do primeiro caso nem passou pela minha cabeça direito. Mas ver ele também tentando lidar com a situação, torcendo para evitar que ela se repetisse foi realmente bem interessante. E bem tensa.

Agora Deacon foi o que realmente deixou tudo ainda mais emocionada. Primeiro porque a origem do nome da filha dele, Lila, não poderia ter sido mais lindo e triste. E também porque, pelo fato de ele ter filhos, situações assim sempre vão pesar mais nele. Deac partiu meu coração diversas vezes nesse episódio, mas a cena entre ele e a filha foi a coisa mais linda possível e eu chorei quase durante ela toda. Desde ele chegando em casa até o fim da história, foi tudo muito perfeito e eu fiquei extremamente grata por esse final. Achei que a baby ia acabar nascendo nesse episódio, mas acho que essa gravidez da Annie ainda vai durar um tempo.

P.S.: Deacon malhando era o que eu precisava e não sabia.

“Did I ever told the story of where you got your name? Well, I once knew a little girl named Lila, and just like you, she loved science, school. She had lots of friends. And one day, she helped Daddy save a whole lot of people’s lives right before you were born.” – David ‘Deacon’ Kay
Reações:

Sobre o Autor

Postar um comentário Blogger

 
Top