Comentários
Ruan Wendell Ruan Wendell Author
Title: UM VENTO À PORTA - FICÇÃO CIENTÍFICA MELHOR QUE SEU ANTECESSOR
Author: Ruan Wendell
Rating 5 of 5 Des:
Charles Wallace está em perigo. E o mundo todo também. Quando a família Murry pensava que os problemas haviam terminado, um novo des...



Charles Wallace está em perigo. E o mundo todo também. Quando a família Murry pensava que os problemas haviam terminado, um novo desafio surge. Charles Wallace agora tem seis anos de idade e na escola o menino se tornou um problema. Sofrendo bullying constante, Meg acha que o novo diretor da escola deveria ser responsável pelo menino, mas Charles Wallace fica terrivelmente doente antes que ela possa ajudá-lo. Mas há algo estranho acontecendo. Charles Wallace diz a Meg que há dragões no quintal de casa e ela descobre que os dragões na verdade são Proginoskes, querubins feitos de asas, vento e chamas. E mais uma vez este é só o começo de uma nova aventura, onde Meg e seu amigo Calvin precisam correr contra o tempo para salvar seu irmãozinho. E, para fazer isso, eles devem partir em uma viagem para dentro do corpo do menino e lutar para restaurar a brilhante harmonia do universo. 





Iniciei a leitura de Um vento à porta sem grandes expectativas, ainda que tenha gostado de seu antecessor. Durante a leitura pude me surpreender com a melhora na narrativa e no próprio enredo e o rumo que a história tomou.

Um fato interessante é que, ainda que esta seja uma continuação, a história é independente da que nos é apresentada no primeiro livro. Esse fato me incomodou um pouco no começo, visto que estamos acostumados a ter sequências em consoante com a história que as antecedem e de certa forma, achei que no enredo a autora também daria ênfase às pontas soltas deixadas no primeiro livro.

Ainda que isso não tenha ocorrido, o livro não nos deixa de agradar. E é claro que, mesmo de forma sutil e indireta, a história faz uma referência aos acontecimentos do primeiro livro. 

Diferente do primeiro, nesse livro podemos absorver melhor a história e é possível simpatizar melhor com os personagens durante a narrativa. Acredito que este tenha demonstrado melhor o potencial da autora em escrever histórias infantis de forma agradável e que prende o leitor.

Neste volume podemos perceber também o aprofundamento e amadurecimento dos personagens que já conhecemos. Através da doença de Charles Wallace e a busca de Meg, Calvin e outros personagens para entender o que está acontecendo e como salvar o menino, o enredo ganha profundidade, sendo povoado por citações de caráter científico e fazendo com que a trama flua melhor do que no primeiro livro. A viagem pela célula de Charles Wallace foi uma das partes mais marcantes da história, durante a qual os personagens precisam enfrentar seus medos e se unir a fim de salvar o garoto e o mundo que conhecem.

Além da doença de Charles Wallace, que introduz um contexto mais científico na história, outros temas também ganham destaque, como o bullying sofrido pelo menino na escola e a aparente falta de preocupação por parte de professores e do diretor da escola. Em uma cena que é contado por Charles a Meg fica explícito também, ainda que de forma sutil, a crítica da autora com relação ao sistema de ensino e o despreparo de professores em lidar com crianças com inteligência acima da média.

Um personagem que ganha destaque na história é o Sr. Jenkins. É interessante observar a mudança de pensamento do personagem, assim como sua relação com as crianças, que se torna vital a narrativa.

No entanto, como no primeiro, durante o diálogo de alguns personagens e a própria busca de entendimento da situação pelos mesmos vai e volta e acaba por não levar a lugar nenhum. É como se em algumas partes, por meio da narrativa, a autora subestime a capacidade de entendimento da situação pelos leitores, não se dando ao trabalho de explicar em mais detalhes o porquê de determinado fato ocorrer.

O desenvolvimento de Meg também ganha destaque no livro e suas ações mais uma vez se tornam deveras importante para o rumo da trama.

Sou um ser humano. Eu sinto. Não consigo pensar sem sentimentos. Se você tem significado pra mim, então o que você decide fazer se eu fracassar tem significado. (Meg)

Resumindo, esta é uma história infantil encantadora e divertida, melhor que sua antecessora e com muito a nos ensinar. Não importa se você é criança ou não, com certeza algum aprendizado ficará com você ao final da história.




Título: Um vento à porta
Autora: Madeleine L`engle
Tradutor: Érico Assis
Editora: Harper Collins
Páginas: 224
Onde comprar: Amazon

Reações:

Sobre o Autor

Postar um comentário Blogger

 
Top