Comentários
Unknown Unknown Author
Title: O PRÍNCIPE CRUEL: INVÉS DE TER MEDO EU POSSO ME TORNAR TEMIDA.
Author: Unknown
Rating 5 of 5 Des:
Jude tinha 7 anos quando seus pais foram assassinados e foi forçada a viver no Reino das Fadas. Dez anos depois, tudo o que ela quer ...

Jude tinha 7 anos quando seus pais foram assassinados e foi forçada a viver no Reino das Fadas. Dez anos depois, tudo o que ela quer é ser como eles – lindos e imortais – e realmente pertencer ao Reino das Fadas, apesar de sua mortalidade. Mas muitos do povo das Fadas desprezam os humanos. 

Especialmente o Príncipe Cardan, o filho mais jovem, mais bonito e mais cruel do Grande Rei. Para ganhar um lugar na Alta Corte, ela deve desafiá-lo... e enfrentar as consequências. Envolvida em intrigas e traições do palácio, Jude descobre sua própria capacidade para truques e derramamento de sangue. 

Mas, com a ameaça de uma guerra civil e o Reino das Fadas por um fio, Jude precisará arriscar sua vida em uma perigosa aliança para salvar suas irmãs, e o próprio Reino. Com personagens únicos, reviravoltas inesperadas, e uma traição de tirar o fôlego, este livro vai deixar o leitor pedindo bis – querendo mergulhar de cabeça na continuação deste universo.


Eu não anseio ser igual a eles. No fundo de meu coração, eu desejo ser melhor. 

Andava em uma ressaca literária das brabas. Desde o começo de 2019 eu havia lido dois livros e ainda havia demorado eras. Até que decidi pegar O Príncipe Cruel para ler. 

Conheço Holly Black de outras eras (O canto mais escuro da floresta, A menina mais fria de Coldtown, 12 Doutores, 12 Histórias) e sempre estive interessada nos livros da autora. Foi assim que Príncipe Cruel caiu no meu colo: Holly Black e feéricos (depois de A Corte de Espinhos e Rosas eu fiquei atenta aos feéricos). 

Jude Duarte vive num mundo que não é seu onde qualquer descuido pode lhe custar a vida. O interessante é ver que, no começo ela realmente quer apenas se encaixar no sistema do lugar, ganhar o respeito dos feéricos para finalmente ter uma sensação de segurança. Depois que seus pais são mortos ela é levada junto da irmã gêmea e da irmã mais velha para viver no reino das fadas. O assassino de seus pais as ama e lhes dá a melhor criação para as irmãs mortais. Jude é treinada em estratégia de guerra e luta com espadas e espera ser escolhida por algum dos príncipes como uma cavaleira. 

Até que isso se torne possível ela precisa aturar príncipe Cardan, um beberrão que faz o que quer e odeia mortais, principalmente Jude e a irmã. Quando as investidas contra Jude finalmente chegam ao limite da garota ela ataca de volta e começa uma guerra com Cardan e os amigos. 

Jude fica cansada de baixar o olhar e sentir medo. Eles são mais fortes que ela e ela decide se tornar mais do que eles. A garota se mostra determinada em derrotar Cardan que a odeia profundamente, mais que qualquer outro mortal. 

É uma evolução maravilhosa de se ler, de uma garota assustada a espiã e depois ao desfecho final do livro, Jude tem um verdadeiro crescimento. Nada de se esconder, ela decide virar aquilo que todos não acham que ela é capaz: forte, independente, poderosa, assassina... 

O relacionamento com suas irmãs, o pai postiço e a madrasta também é interessante. Uma irmã gêmea mortal, Tanryn que também quer se encaixar no mundo que foi levada, apenas de forma diferente, quer se apaixonar e se casar com um feérico. O enredo que Tanryn protagoniza é previsível e, bem na boa, Jude foi muito querida, eu teria é descido a porrada na minha irmã que garota mimada do ca***! De todo o núcleo familiar de Jude, Tanryn é a personagem que provavelmente vai trazer problemas em futuros livros e eu não simpatizei de forma nenhuma. Vivi, sua outra irmã feérica é apaixonada pelo mundo humano e determinada a voltar para ele e viver ali. Do núcleo familiar, me surpreendi com a madrasta: em um primeiro momento parece que ela odeia as gêmeas, mas a verdade é outra e isso cresceu a personagem aos meus olhos. 

Cardan e Jude tem uma relação péssima. Acreditei que seria algo parecido do Rhys e Feyre, mas não é. Carden é sim um personagem desprezível e deixa isso claro até o fim do livro. Quando ele conta os motivos pelos que odeia Jude (feéricos não podem mentir) é totalmente compreensível. Jude e Carden são opostos em diversos parâmetros e ela meio que torna-se a vilã da história de Carden. 

Me empolguei com o livro e o li rapidamente. É um livro para todos que amaram o bum de feéricos na literatura atualmente com intrigas políticas, um possível romance ódio-amor no futuro e uma personagem muito badass que cansou de deixar o medo lhe paralisar e decidiu lutar pelo seu lugar no mundo que considera como seu. 

" Eu amaldiçoo você - sussurra. - Eu amaldiçoo você. Três vezes, eu amaldiçoo você. Como você me assassinou, que suas mãos estejam sempre sujas de sangue. Que a morte seja sua única companheira. Que você... "


Autora: Holly Black
TraduçãoRegiane Winarski
Páginas: 322
Editora: Galera Record
Lançamento: 2018


Compre aqui.
Reações:

Sobre o Autor

Postar um comentário Blogger

 
Top