Comentários
Lilian Zin Lilian Zin Author
Title: [REVIEW] NCIS - S16E15: CROSSING THE LINE
Author: Lilian Zin
Rating 5 of 5 Des:
  “In a world full of problems, be the solution.” – Special Agent Ed Girard Sendo bem sincera, eu tive minhas ressalvas quanto a esse...
 “In a world full of problems, be the solution.” – Special Agent Ed Girard

Sendo bem sincera, eu tive minhas ressalvas quanto a esse episódio. Sim, não é um bom jeito de começar uma review, mas é que teve algumas coisas que os roteiristas fizeram que me incomodaram um pouco. Mas no geral, foi um bom episódio.

Começarei falando do caso que, apesar de ter parecido que ficou em segundo plano, foi consideravelmente interessante. Toda a história dos energéticos foi bem tensa. Principalmente porque isso de a irmã ter trocado os pacotes foi um pouco difícil de aceitar. Não sei, mas ela não parecia muito arrependida ou culpada pelo que aconteceu. Agora se o irmão sempre lutou para poder evitar as drogas na vizinhança, imagina como ele ficaria ao saber que a própria irmã estava ajudando a manter as mesmas lá? Ia ter sido terrível.


Toda essa história valeu para ver Bishop no navio e McGee ficando com inveja por ela ser uma Shellback e ele não. Sério, a amizade dos dois é ótima e eu gostei muito de ver Bish longe da sede, onde ela podia esquecer toda a história do segredo de Ziva e voltar a ser ela mesma. E também porque deu uma certa distância entre ela e Nick, o que foi muito bom.

Eu realmente quero muito um destaque maior para o Jimmy, porque anda complicado. Meu bebê Palmer aparece um pouquinho no navio, um pouquinho na autópsia e pronto, acabou. Ele é um personagem tão bom, que acrescenta tanto à série, que poderia ser muito mais bem utilizado. Ainda mais agora que Ducky não aparece mais  saudades, por sinal. Kasie também. Ela é ótima, a competição entre ela e McGee para tomar o energético foi hilária e eu queria que ela interagisse bem mais com os outros personagens. Principalmente Gibbs.


Agora quando Nick quer, ele consegue ser extremamente insuportável. Não me entendam mal, eu gosto muito do personagem, mas tem horas que ele passa do limite e dá vontade é de socar a cara linda dele. Toda essa situação dos adolescentes “seguindo” ele durante dois dias e como ele reagiu a isso me fez simplesmente fechar os olhos e ver o DiNozzo fazendo praticamente a mesma coisa. Novamente, amo Tony, mas achava que os roteiristas poderiam ter dado uma personalidade bem diferente da dele para Torres.

Sério, se eu estivesse no lugar do Gibbs tinha virado um “porque não é minha obrigação” quando Nick perguntou o motivo de ele não ter falado sobre Max ser filho de Ed Girard, que morreu na explosão em Till Death Do Us Part (S09E24). O que Jack falou foi certíssimo, Torres merecia até muito mais. Acabou servindo para dar um pouco mais de história para ele, mas mesmo assim não justifica como ele tratou os três, ainda mais vendo que eles queriam conhecer o NCIS e tudo o que é ser um verdadeiro agente. Quando Max falou que Nick não era um agente, eu quis abraçar o menino. Ele não falou mais do que a verdade, porque Torres ainda precisa aprender, bastante, o que é ser um agente de campo ao invés de um agente que faz trabalho disfarçado. E olha que já fazem quase três anos que ele está na equipe.

“Had you tried to get to know them, you would know that Max is the son of Ed Girard, one of the NCIS agents that was killed in the Navy Yard bombing six years ago. Max was here visiting his father that day. Only one of them made it out alive. He came here searching for closure, and he was treated like an inconvenience. You want me to choose sides, Nick? I'm on Max's.” – Jacqueline Sloane
Reações:

Sobre o Autor

Postar um comentário Blogger

 
Top