Comentários
Leandro Cruz Leandro Cruz Author
Title: 1917: SOBRE URGÊNCIA E SACRIFÍCIO
Author: Leandro Cruz
Rating 5 of 5 Des:
O texto a seguir NÃO tem spoilers! A Primeira Guerra Mundial é sempre a menos "cinematográfica" das guerras. Passado o i...

O texto a seguir NÃO tem spoilers!

A Primeira Guerra Mundial é sempre a menos "cinematográfica" das guerras. Passado o início de grande movimentações, ela se torna um parado conflito de trincheiras, porém de certa forma mais mortal que antes. A falta de batalhas épicas e de um vilão claro, como é com os nazistas, deixava ela relegada à um papel menor em Hollywood. Até 1917.

Sam Mendes apresenta uma forma interessante de contar sua história, aproveitando o momento mais "imóvel" do conflito e trazendo um senso de urgência à narrativa. O uso do plano-sequência coloca tudo em uma perspectiva ainda mais pessoal.

Por saber que o filme tentaria vender essa ideia de ter sido filmado em um longo take eu tive de me policiar pra não ficar procurando os cortes. Alguns são claríssimos, outros bem escondidos, mas o filme não é sobre isso. A técnica torna ele diferente e especial, mas a história em si é rica e seria capaz de segurar o produto sozinha.

No filme acompanhamos os soldados Blake e Schofield em uma jornada ingrata. Eles terão de atravessar a Terra de Ninguém, espaço entre as trincheiras Aliadas e Inimigas, para chegar até um batalhão que, graças às ideias de seu General, irá cair em uma armadilha que pode custar a vida de mil e seiscentos soldados. Entre eles, o irmão de Blake.


A sinopse não chega nem perto de transmitir a força do filme. A pressão que os dois enfrentam e a necessidade de sua tarefa faz com que as duas horas que ele deveria ter, não pareça mais que meia hora. No terço final eu estava me questionando como podia já estar acabando se não tinha passado nem uma hora...E JÁ TINHA PASSADO 1h45min!

Claro que o filme tem sua veia poética quando parece que tudo acontece com aqueles dois, que o azar está acompanhando eles em sua jornada. Porém em um curto espaço de tempo, a sorte realmente pode estar diluída. 

Para mim, a parte mais importante do filme é a não glorificação da guerra em si, mas sim do sacrifício humano. Sentimos na pele a dor de Blake por seu irmão, sentimos o medo de Schofield, a urgência dos superiores e a descrença no êxito nos outros soldados.

1917 é um filme sobre pessoas, duas em específico. É um filme sobre tempo. E mais do que tudo, é um filme sobre sacrifícios.


Reações:

Sobre o Autor

Postar um comentário Blogger

 
Top