Comentários
Tatiana Dantas Tatiana Dantas Author
Title: PARASITA - UM FILME NECESSÁRIO
Author: Tatiana Dantas
Rating 5 of 5 Des:
"Você sabe que tipo de plano nunca falha? (...) Nenhum plano… Sabe por quê? Se você faz um plano, a vida nunca funciona como você e...


"Você sabe que tipo de plano nunca falha? (...) Nenhum plano… Sabe por quê? Se você faz um plano, a vida nunca funciona como você espera."

Nenhuma frase poderia descrever tão bem o que é o filme Parasita, de Bong Joon-ho, quanto essa.

Na trama toda a família está desempregada, vivendo em um porão sujo e apertado, mas uma obra do acaso faz com que Ki-Woo (Choi Woo‑shik) comece a dar aulas de inglês a uma garota de família rica. Fascinados com a vida luxuosa destas pessoas, pai, mãe e filhos bolam um plano para se infiltrarem também na família burguesa, um a um. No entanto, as mentiras necessárias à ascensão social custam caro a todos, e nada saí como esperado.

Na verdade, as reviravoltas no roteiro acontecem de um jeito tão orgânico e totalmente imprevistas que até o próprio Bong pareceu surpreso em algumas entrevistas pela cativação de forma anárquica promovida por seus personagens.

Afinal a história vai de um tom cômico, para suspense e enfim drama social. Tendo este último item como o primordial para o sucesso que está sendo Parasita. Sucesso este que já o fez ter vencido vários prêmios, incluindo o Globo de Ouro de Melhor Filme Estrangeiro. Para o Oscar 2020, a produção foi indicada a 6 categorias, inclusive a mais importante da noite: Melhor Filme.

A primeira parte do filme constitui uma ótima tendência para a comédia. Os planos bolados por pai (Song Kang-ho), mãe (Chang Hyae-jin), filha (Park So-dam) e filho (Choi Woo-sik) são tão simples e engraçados, funcionando bem graças à inocência da família Park.

Conforme o suspense começa, Parasita amplia a temática social, mostrando outras famílias em situação tão precária quanto a dos protagonistas. Isso também é mostrado de forma maravilhosa na fotografia, com o excelente domínio de tons, dirigindo a comédia, o drama comovente e o suspense sombrio de modos distintos do que é mostrado nas cenas com a família de classe alta.

Algo é fato, você começa Parasita achando ser uma coisa, e termina achando outra, totalmente surpresos. É um filme que foge dos seus planos, assim como foge dos planos dos personagens, fazendo jus a frase citada no começo desta postagem.





"Quando vocês superarem as barreiras de filmes com legendas, conhecerão muitos filmes incríveis", afirma Bong Joon-ho.

Parasita veio para ensinar o mundo a quebrar tais barreiras, para as pessoas verem que existem temáticas brilhantes e universais em outras partes do mundo além das produções americanas. Quando me refiro a temáticas universais, é claramente sobre o capitalismo e a luta de classes por exemplo, claramente mostradas neste filme.  Ao qual não é uma problemática na Coréia do Sul apenas, fazendo com que Parasita converse com todos nós de qualquer parte deste planeta.

Porém Parasita não é o único, existem milhares de filmes tão brilhantes quanto, prontos para serem apreciados e para tocar a vida de vocês. Basta realmente quebrarem as barreiras da legenda, deixar o preconceito de lado e se permitir apreciar.

Que venha o primeiro Oscar de Melhor Filme para um filme sul-coreano, o primeiro de muitos para diversas outras culturas e países.


TRAILER:


Reações:

Sobre o Autor

Postar um comentário Blogger

 
Top